ADÃO E EVA NO CÓDIGO GENÉTICO


Cientistas afirmam terem encontrado o código genético de Adão e Eva; Relatório divulgado confirma narrativa bíblica
Publicado por Tiago Chagas em 6 de agosto de 2013

Ilustração de Adão e Eva no Eden antes da queda

Adão e Eva, os primeiros seres humanos criados por Deus segundo a Bíblia, podem ter sido encontrados por cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

A informação de que os geneticistas liderados pelo pesquisador David Poznik teriam descoberto o código genético dos primeiros seres humanos foi divulgada recentemente pela revista Science, especializada em pesquisas científicas.

O método científico usado pelo grupo de pesquisa foi analisar o DNA de 69 pessoas diferentes, de diversas partes do mundo. A partir do estudo nesses dados, descobriu-se denominadores comuns no genoma, que pertenceriam ao que eles chamaram de “pais da humanidade”.

O estudo levou em conta o princípio científico de que homens de diferentes partes do mundo possuem mutações genéticas específicas, como por exemplo os índios da América, que possuem certas características em seu DNA que não existem em pessoas de outros lugares do planeta.

A partir daí, a análise excluiu as particularidades e conseguiu determinar o código genético base que é compartilhado por todos os grupos analisados. Através de uma espécie de marcadores de tempo existentes no genoma humano, os cientistas explicaram que é possível determinar a distância temporal entre a origem e o acúmulo de mutações genéticas.

Os pesquisadores estimam que Adão e Eva tenha vivido na África, entre 120 e 156 mil anos atrás e 100 e 148 mil anos, respectivamente. A pesquisa, embora esbarre na narrativa de tempo bíblica, reforça os relatos do Gênesis, de que Deus teria criado Adão e posteriormente Eva.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

http://noticias.gospelmais.com.br/cientistas-encontrado-codigo-genetico-adao-eva-59206.html

 

Isso é coisa de cientista criado por igreja.  Em primeiro lugar, a genealogia bíblica mostra com quase exatidão um período de pouco mais de quatro mil anos entre Adão e Jesus.   Aí já saiu bem fora dos cento e cinquenta mil anos do código genético comum.  Em segundo, o primeiro casal bíblico teria sido criado na Mesopotâmia, não na África.  O código compartilhado por todos que eles encontraram simplesmente confirma aquilo que a ciência já tem informado: os primatas que evoluíram em humanos viviam na África e, cerca de cinquenta mil anos atrás grupos começaram a seguir em várias direções, até ocupar todos os continentes, sendo os indígenas americanos descendentes de grupos que indo em direção oriental chegaram à América por uma passagem que existia na região do Alaska.  ao contrário do que pretendem os religiosos, as provas científicas desmentem os relatos bíblicos.

 

Ver mais SANDICES RELIGIOSAS

 

..

.