ALIMENTOS QUE MELHORAM A CAPACIDADE SEXUAL

 

Alimentos como amendoim e frutos do mar podem melhorar o apetite sexual
Já está provado, pela ciência, que certos alimentos têm alguns efeitos especiais. Só não existem milagres.
 

Com uma mulher 18 anos mais jovem, uma nova vida apenas começando, o aposentado George Medeiros Araújo percebeu que era o momento de recuperar a disposição e afastar os medos.

“O medo natural, mulher mais nova um pouco do que você e você com medo de não justificar sua presença perto dela, tem que ter algo que ela desse importância. Nós queríamos ter um filho, e ela falou: ‘vou ter um filho’. Eu falei: ter um filho não é só fazer o filho, é criar o filho também’. Então, eu tenho que estar pronto para durar um pouco mais. Aí, eu fui me preparar para estender um pouco mais a vida e com qualidade”, conta.

Para a saúde do homem, os problemas na hora do sexo costumam ser a ponta de um iceberg.

“O pênis tem um papel meio até traumático. Ele é o termômetro do homem. Ele é o termômetro da alma. Uma ereção não sendo satisfatória significa que você tem um comprometimento arterial todo lesado”, alerta o urologista Paulo Brito Cunha.

“Ao todo, 70% das causas de disfunção erétil na faixa etária de 40 a 70 anos estão ligadas ao sedentarismo, a hábitos de vida inadequados, que levam o indivíduo a ter obesidade”, destaca o médico. “É um paciente que relata ter maus hábitos alimentares, principalmente, cerveja. E não digo a grande maioria, mas grande parte deles fumante”, destaca o urologista.

George largou o cigarro, um vício de 40 anos, parou de beber, começou a fazer longas caminhadas e hoje, aos 63 anos, tem disciplina para malhar em casa. Não usa os remédios que estimulam a ereção, porque diz ter dores de cabeça. O jeito para ele foi mesmo uma grande mudança, que começou com o nascimento da filha Stefani, hoje, com 10 anos.

“É uma melhora substancial, com certeza. Até de procurar mais vezes”, lembra ele.

“Ele mudou mesmo! Está mais animado”, revela Rosana Costa Araújo.

“A mudança de hábito é certo você ter de volta o vigor. Não vai querer ter o vigor de 15 anos, mas com uns 40 tranquilamente você vai estar”, diz ele.

A alimentação foi parte importante desta retomada do vigor. George emagreceu seis quilos, com escolhas mais saudáveis.

Comida tem tudo a ver com apetite, sexual inclusive, direta e indiretamente. É claro que uma boa alimentação, completa, variada, tende a melhorar a saúde como um todo e, por tabela, o sexo. Mas também já está provado, pela ciência, que certos alimentos têm alguns efeitos, alguns poderes especiais. Só não existem milagres.

Deixando de lado os mitos, crendices e fórmulas afrodisíacas o que os cientistas identificam é uma ligação direta entre sexo e coração, o verdadeiro órgão do amor, que move o sangue para os lugares certos.

“É muito importante, principalmente nos dias de hoje, se considerar os alimentos cujos ingredientes melhoram a circulação sanguínea como um todo. Então, por exemplo, os alimentos que têm a presença de ômega 3, ácidos graxos considerados ácidos graxos funcionais, melhoram a circulação”, explica a cientista de alimentos da Unicamp Gláucia Maria Pastore.

A pesquisadora da Unicamp cita o salmão, atum, sardinha, mesmo em lata, e chama a atenção para alimentos com substâncias que atuam diretamente nas veias e artérias, como vasodilatadoras. “A pimenta, por exemplo, com o seu pigmento vermelho. Se considerarmos o gengibre que é muito importante para esse aspecto, a canela, a noz moscada, o cravo, então, eles também fazem essa outra parte”, explica ela.

E o amendoim: é mito ou verdade? “Então, o amendoim é um alimento que sempre é associado e ele tem de fato propriedades boas. Tem uma fama merecida”,

Assim como os frutos do mar. “Quando a gente fala da ostra, do camarão, da lagosta, além de muito saborosos, eles têm essa propriedade. Em geral, funciona sim”, orienta a cientista de alimentos.

Frutas vermelhas, que são antioxidantes, vegetais folhosos, cheios de minerais e vitaminas, grãos integrais, com destaque para a aveia. Tudo isso faz bem, mas não é da noite para o dia.

“O que se fala dos alimentos funcionais depende de certa constância na dieta. E muitos deles demoram quatro semanas para fazer efeito. Não é uma coisa que você vai comer de manhã e você já está supermaravilhado de manhã ou à tarde. Geralmente não funciona assim”, lembra.

E mesmo uma dieta equilibrada não é garantia contra um dos maiores fantasmas da sexualidade masculina: o câncer de próstata, o segundo mais comum entre os brasileiros.

(Globo Repórter, 10/12/2010)

 

Ver mais  CIÊNCIA E SEXO

 

..

.