.

CHOQUE ELÉTRICO PARA CURAR IMPOTÊNCIA

.

Cientistas obtêm cura de impotência com choques no pênis
choque-penis

Cientistas do Centro Medical Rambam, de Haifa, em Israel, aplicaram choques no pênis de 20 pessoas que sofrem de impotência e o resultado foi que 15 deles passaram a ter ereção.

O estudo foi apresentado em um congresso de medicina sexual em Lyon, na França, informa a BBC Brasil.

Aos voluntários foram aplicados aproximadamente 300 choques em cinco pontos do pênis durante três minutos. Não se registraram efeitos colaterais nem dor.

Yoram Vardi, do centro de pesquisa, afirmou que o tratamento poderá superar a eficiência de medicamentos contra disfunção erétil, como o Viagra e o Cialis.

"Esses remédios não curam porque os pacientes deixam de ter atividade normal quando param de tomá-los”, disse o cientista. “Mas, com os choques, podemos fazer algo biológico permanente contra o problema.”

Esse tratamento experimental tomou com base estudo com animais em cujos pênis se verificou crescimento de novos vasos sanguíneos por intermédio de choque de baixa intensidade.

A impotência decorre de problema cardiovaculares em cerca de 80% dos casos. Estima-se que 10% da população mundial sofra desse tipo de disfunção.

Se depender das pesquisas em andamento, o Viagra e Cialis ficarão superados em pouco tempo.

Recentemente, cientistas do Albert Einstein College of Medicine, de Nova Iorque, apresentaram uma pomada desenvolvida com nano-particulas de óxido nítrido que foi testada em sete ratos geneticiamente modificiados para ficar com impotência.

Cinco dos ratos tiveram ereção com duração média de 65 minutos.

Agora, a pomada será testada em humanos.

Sobre a experiência com choques elétricos, os cientistas advertem que ninguém deverá aplicá-los por conta própria, em casa, por causa dos riscos de uma eletrocução.

(http://www.paraibaurgente.com.br/detalhe_noticia.php?id=3753)

Ver mais CIÊNCIA E SEXO

..