CIGARRO ESTÁ LIGADO AO QI BAIXO

 

O cigarro está ligado a baixo QI.  Dizem que as pessoas de baixo QI estão mais propensas a fumar; mas não significa que o cigarro reduza o QI das pessoas.  Entretanto, os resultados dos estudos não negam que o cigarro reduza a inteligência.   A certeza que dá o estudo e de que a maioria das pessoas com QI baixo está entre os fumantes.

 

"Estudo israelense indica que indivíduos com QI mais baixo são mais propensos ao vício do fumo, mas não significa que cigarros tornam as pessoas menos inteligentes

 

Que o cigarro faz mal à saúde, todo mundo sabe: causa câncer de pulmão, de boca e esôfago, piora as condições cardio-vasculares e contribui para o envelhecimento precoce das células em geral. O que não se sabia é que ele pode sugerir QI baixo nos fumantes. Isso quer dizer que quem fuma é burro? Não se pode julgar o quociente de inteligência das pessoas sob essa ótica, mas uma pesquisa com mais de 20 mil soldados israelenses mostrou que os fumantes têm QI mais baixo do que os não fumantes e que, quanto mais eles fumam, menor é seu QI.

Homens jovens que fumam um maço de cigarros ou mais por dia tiveram cerca de 7,5 pontos abaixo dos não fumantes. Segundo o grupo de pesquisa, liderado por Mark Weiser, do Centro Médico Sheba de Tel Hashomer, adolescentes que têm baixo QI devem ser submetidos a programas para prevenir o fumo.

A pesquisa, publicada no U.S. National Library of Medicine National Institutes of Health, diz que enquanto há evidências da relação entre o fumo e baixo QI, muitos estudos têm se baseado em testes de inteligência aplicados na infância, incluindo pessoas com distúrbios mentais e de comportamento. Os dois últimos casos estão mais suscetíveis ao fumo e a ter QI baixo.

Para melhor entender a relação entre fumo e QI, os pesquisadores israelenses trabalharam com 20.211 soldados de 18 anos recrutados para o Exército de Israel. O grupo não incluiu ninguém com problemas mentais uma vez que esse tipo de doença desqualifica o cidadão para o serviço militar.

De acordo com os pesquisadores, 28% dos participantes fumavam pelo menos um cigarro por dia, cerca de 3% disseram ser ex-fumantes e 68% nunca haviam fumado. Os fumantes foram muito pior nos testes de inteligência e isso se manteve mesmo depois que os cientistas os dividiram por nível socioeconômico e escolaridade do pai do recruta.

O QI médio para não fumantes foi de 101, enquanto que para os jovens que começaram a fumar antes de entrarem para o Exército deu 94. Esse número cai de acordo com o número de cigarros que o sujeito fuma por dia: de 98 para quem fuma de um a cinco cigarros ao dia para 90 àqueles que tragam mais de um maço diariamente. Os jovens que não fumavam antes, mas passaram a fumar depois de entrar para a carreira militar atingiram 97 pontos. QI entre 84 e 116 é considerado médio.

Os pesquisadores também compararam o QI de 70 pares de irmãos no grupo, em que um deles não fumava e o outro, sim. Novamente, o QI médio dos irmãos não fumantes foi maior do que os que fumam.  Esses resultados sugerem que indivíduos com QI mais baixo são mais propensos ao fumo e não que cigarros tornam as pessoas menos inteligentes." (Época, 25/02/2010).

 

Algumas pessoas chegaram a tecer comentários como este:

Grace Olsson | AL / Maceió | 28/02/2010 06:07

Discordo. Meu marido fuma desde os 15 anos. E é, de longe, um dos homens mais inteligentes que conheci na vida. mas, depende do que classificam como inteligência. Ser inteligente é publicar trocentos livros? é ser Presidente de um país? É ser o melhor em tudo, nesta vida? eu tenho uma amiga que está entre as 500 pessoas mais inteligentes do mundo. E eu pergunto: é ser INTELIGENTE uma mulher que nao tem um filho, uma pessoa para amar, é detestada por onde passa e ainda, por cima, nao é capaz de refletir sobre a vida? Eu, hein! Nao dou a minima para essas pesquisas tendenciosas. graceolsson.com/blog "

 

Essa mulher não levou em consideração a média.  Só porque ela acha o próprio marido "um dos homens mais inteligentes", ainda que ele seja, isso não serve para conclusão nenhuma; o que serve de base em análise científica é a média dentro de um grande número, porque existem exceções.  Ela pode até encontrar uma pessoa que não fuma e e tenha deficiência mental.  Mas uma única pessoa não serve para resultado científico, e sim a análise de uma multidão.   Os resultados associam o cigarro ao baixo QI.  Não prova que os que fumam perdem a inteligência, porém não prova também que não perdem.   A certeza é só de que o maior número de pessoas de QI baixo está entre os fumantes.

 

Ver mais sobre TABACO

 

..

.