Economia e política, conhecimentos gerais, contos e crônicas, avisos, cartas, humor.

 

OS CINCO PILARES DO DARWINISMO

 

 

O Darwinismo explica por que...

 

... soluçamos

Os nervos que controlam a respiração já existiam no ancestral que originou mamíferos, peixes e anfíbios.  Girinos, quando respiram por brânquias, fecham a glote para evitar que a água entre nos pulmões.  Sem brânquias e fora da água, o ser humano faz o contrário: abre a glote para permitir a passagem do ar.  Quando nervos e músculos estão irritados, o corpo lembra do passado anfíbio. Puxa o ar e fecha a glote, provocando o soluço.

 

... roncamos

A fala é possível também porque desenvolvemos músculos que movimentam a língua, a boca e controlam a rigidez da garganta. A estrutura flexível foi favorecida pela evolução, mas provoca um efeito colateral. Durante o sono, os músculos relaxam e dificultam a entrada de ar, causando ronco e apneia.

 

... engasgamos

Em chimpanzés e quase todos os mamíferos, a laringe fica na parte superior da garganta. Isso permite a eles comer e respirar ao mesmo tempo sem risco de sufocar, mas limita a emissão de sons.  A laringe do homem fica mais para baixo, facilitando a modulação dos sons e a fala. Em compensação, engasgamos mais que outros mamíferos.

 

...temos cóccix

O cóccix, na base da coluna, é um indício de que os ancestrais humanos tinham rabo. Como nem chimpanzés nem gorilas têm cauda, é provável que o rabo tenha desaparecido muito cedo, no ancestral comum entre o homem e os grandes primatas

 

... temos dente de siso

Enquanto o crânio aumentou, a mandíbula diminuiu.  Desprezados por todos, excetuando-se os dentistas, que cobram para arrancá-los, os dentes de siso datam da época em que os homens possuíam mandíbulas maiores

 

...sofremos de apendicite

Em animais cuja alimentação consiste de plantas, o apêndice é bem maior que o humano e auxilia na digestão. Indica que algum ancestral nosso era herbívoro. Para o homem, essa estrutura serve apenas para abrigar infecções

 

... sentimos as dores do parte

Para abrigar o cérebro avantajado, o crânio do bebê é grande em relação ao corpo.  Já o canal da bacia, por onde o bebê passa durante o parte, não pode aumentar na mesma proporção, porque a posição ereta exige uma pélvis relativamente estreita. Um bebê com crânio grande, tendo de passar por um canal pequeno, resulta num parte demorado e doloroso

 

...sentimos arrepios

Em resposta ao medo, gatos, cães e outros mamíferos eriçam o pelo, parecendo maiores diante do inimigo.  A seleção natural removeu os pelos dos seres humanos, mas manteve o mecanismo que os deixa eriçados, causando o arrepio

 

A trajetória da vida e o caminho do homem

 

Ver mais CIÊNCIA

 

Para abrir em nova janela, mantendo esta página aberta, pressione SHIFT ao clicar no link.

- -

BUSCA
Google

PROCURE NA CAIXA ABAIXO