DEUS ONISCIENTE NÃO TEM LÓGICA

 

Se existisse um ser onisciente que desse o conhecimento ao homem, como pensam os crentes, ele teria capacitado os médicos desde o princípio para curar as doenças que só se curam hoje e as que só terão cura no futuro.

 

Quando um crente adoece, em vez de confiar simplesmente nas orações ao deus protetor, que são muitas, corre apressadamente à procura dos médicos, e os poucos que acham que a ajuda divina pura resolve acabam morrendo mais cedo do que morreriam se tivesse recorrido à medicina.

 

Todavia, quando questionamos o fato de eles dizerem que é seu deus que cura e procurarem os médicos, eles dizem que é esse deus que dá o conhecimento aos médicos.  Que lógica poderíamos encontrar em uma afirmação dessa?

 

No tempo em que se escreveu a Bíblia, que dizem ser inspirada por um ser onisciente, muito pouco se sabia sobre curar as enfermidades existentes. Os que se diziam inspirados por um ser oniscientes não tinham informações sobre como curar muitas enfermidades que naquele tempo eram incuráveis e hoje têm cura. Todavia, ao longo dos séculos, homens inteligentes e curiosos foram pesquisando e descobrindo meios de curar ou evitar muitas doenças. As experiências e descobertas de uns foram sendo transmitidas a outros, e esses foram aperfeiçoando esses conhecimentos e descobrindo mais dados, o que foi ampliando o conhecimento humano sobre a vida e a saúde. Como a invenção de máquinas capazes de aumentar a visão e a análise de coisas microscópicas, mais conhecimento se acumulou, e a medicina chegou aos nossos dias resolvendo muitos problemas antes insolúveis.

Além da medicina, outras áreas científicas nos levaram a entender muitas coisas que os homens que se diziam inspirados imaginavam de forma extremamente equivocada, e descobrimos que o deus onisciente dos hebreus não sabia nada que fosse além do conhecimento humano, dado que evidencia que esse ser dito onisciente não passa de produto do pensamento atrasado dos povos daqueles dias.

A onisciência não entendia que a Terra não é o centro do universo, não está assentada sobre as águas de um grande oceano (Salmos, 136: 6; Deuteronômios, 5: 8), e o Sol não gira em torno dela (Salmos, 19: 6), mas ela gira em torno dele.

O fato de a Medicina ter-se desenvolvido com o acúmulo de conhecimento humano, e ainda não existir cura para muitas doenças que poderão se tornar curáveis daqui a algum tempo é incompatível com a suposição de que todo o conhecimento humano é dado por um ser onisciente que criou tudo alguns milênios atrás. Se existisse esse ser, e o conhecimento humano viesse dele, o primeiro médico no passado já teria tido capacidade para fazer mais do que os médicos de hoje, e ninguém iria depender de anos de faculdade aprendendo com outros que acumularam experiências e depois pesquisando para descobrir coisas ainda desconhecida.

Além da medicina, o fato de esse ser onisciente ter dito coisas desmentidas pelo conhecimento cosmológico atual depõe contra a existência de um ser onisciente que teria orientado aquele povo.
 

Considerando-se que o conhecimento vem só com o acúmulo de experiências e transmissão de informações de uns para outros ao longo do tempo, um ser onisciente que não foi capaz de mostrar aos mestres do passado o quanto eles estavam enganados é incompatível com a racionalidade.
 

Ver mais SANDICES RELIGIOSAS

 

..

.