ENEAS PROVOU A EXISTÊNCIA DE DEUS?

 

Em um vídeo existente no Youtube, o finado professor Eneas falou sete minutos e cinquenta e oito segundos sobre cosmologia e biologia, pensando ter provado que existe um deus. Parece que provou o contrário.

Eneas, formado em Medicina, aprendeu em biologia que cada cromossomo tem cinco bilhões de nucleotídeos, cujas informações dão três bilhões de letras, ou quinhentos milhões de palavras, ou dois milhões de páginas, ou quatro mil livros de quinhentas páginas. Assim sendo, disse recusar aceitar que não exista um deus.

 

Eneas tinha uma excelente memória, o que lhe possibilitou decorar muito de ciência.  Aprendeu que o universo é tão grande, que os mais potentes telescópios não conseguem alcançar seu fim, e que os menores organismos vivos, tão pequenos que são invisíveis a olho nu, tem em suas estruturas cromossomos, tendo cada um deles informações para encher quatro mil livros de quinhentas páginas.  Imagino que ele tenha aprendido também que a distância alcançada pelos telescópios nos traz imagens existentes há bilhões de anos.

 

Mas Eneas, como membro de uma família cristã, decorou também um conto bem diferente, que informa que, pouco mais de seis mil anos atrás, existia somente um imenso oceano em completa escuridão, e um deus onisciente e onipotente, no período de uma semana, criou luz no primeiro dia; depois, no segundo dia, criou um firmamento e separou as águas daquele grande oceano deixando parte abaixo desse firmamento e parte acima dele; no terceiro dia fez surgir a Terra, que ficou estendida sobre as águas desse oceano; no quarto dia criou o Sol, a Lua e todas as estrelas; no quinto dia criou peixes e animais marinhos e aves; no sexto dia criou répteis e animais terrestres, vindo a criar mais para o final desse dia um casal de seres vivos diferentes dos outros animais, ao qual chamou de homem e mulher.  Esse deus só não criou micróbios.

 

Imagino que Eneas, para adquirir seus bons conhecimentos científicos, tenha lido as informações de que um planeta se forma de resíduos existentes em redor da estrela que ele orbita em vez de ser formado antes da estrela; que a vida surgiu na água, e os seres marinhos que saíram da água se transformaram em répteis, vindo desses surgir aves e quadrúpedes e, só bilhões de anos depois, veio um quadrúpede a se tornar bípede.  Deve ter visto as informações arqueológicas.

 

O que me parece é que o conhecimento que Eneas adquiriu não foi suficiente para ele raciocinar e perceber que a história que ele aprendeu no livro que acredita ser procedente do deus onisciente criador de todas as coisas é desmentida por esse conhecimento científico.  Perceberam que não é difícil concluir que Eneas parece nunca ter tentado harmonizar sua história religiosa com a científica que parece ter vindo a conhecer bem?

 

O conhecimento científico mostrado por Eneas, em vez de provar que existe o deus em que ele acreditava, prova que a história sagrada em que ele acreditou a vida inteira é uma suposição do homem primitivo, não explicação vinda de um ser onisciente. 

 

Ver mais SANDICES RELIGIOSAS

 

..

.