A FARSA DA PREVISÃO DO FUTURO

 

Você está preocupado com o fim do mundo?

 

Muitos marcaram datas para o epílogo da história do nosso planeta. E continuam marcando: Anos 1000, 1843, 1844, 2000, 2012, e outras várias datas que envolveram um grande número de pessoas.

O Mercado Comum Europeu já foi classificado como os dez chifres da besta do Apocalipse.

1997 seria, segundo alguns, o fim do mundo, ou, segundo outros, uma terceira guerra mundial.

Nostradamus previu o que chamam de terceira guerra mundial para o sétimo mês de 1999.

A terceira mensagem de Fátima era de situação caótica até o ano 2000.

Passada cada data, sem que as previsões catastróficas se cumpram, novos finais do mundo continuam sendo previstos.

Se quiser saber mais sobre o que dizem muitos sobre o quanto os que dizem prever os fatos se enganaram, leia A FARSA DA PREVISÃO DO FUTURO.

O livro é o resultado de um criterioso estudo dos textos interpretados para marcar o fim do mundo, das falhas de interpretação e dos dados históricos, para verificação do cumprimento das predições.

Mas, em primeiro lugar, o livro expõe as grotescas falhas das previsões dos profetas judeus, como Miqueias, Isaías e Daniel.

Natã disse que o trono de Davi seria durável por todas suas gerações assim como o Sol e a Lua (I Crônicas, 17: 3, 11-15).  A monarquia judaica desapareceu poucos séculos depois.

Miqueias previu que, quando a Assíria pisasse no solo de Judá, um rei nascido em Belém destronaria o poderoso império, repatriaria os israelitas que se encontravam no exílio e estabeleceria um reino que duraria para sempre. (Miquéias, 5: 2-15) Nada disso aconteceu, e eles não desconfiaram da farsa da palavra do seu deus.

Isaias previu que, após a queda de Babilônia, seria construída a nova Jerusalém, e nunca mais os hebreus seriam molestados por gentios. (Isaías, 13:19; 65: 17-25) Após a queda de Babilônia, os judeus continuaram sendo servos dos medo-persas.

Daniel previu que, após a vitória dos macabeus, os reinos do mundo seriam entregues aos judeus. Daniel, capítulos, 8, 11, 12) Eles ficaram livres por pouco tempo, e vieram os romanos. Mantiveram-se fiéis a Yavé e tentaram se livrar dos romanos, sendo dispersos pelo mundo. Não só a monarquia judaica, que seria eterna como o Sol (Salmos 89:20-37), mas até a terra da promessa eles perderam. E, nem assim eles perceberam! Não perderam a fé; permaneceram aguardando um dia em que seriam donos do mundo.

Jesus previu que após a grande tribulação iniciada com o cerco e destruição de Jerusalém, ele, Jesus, retornaria com seus anjos para reunir os cristãos para um reino eterno, sem morte e sem sofrimento. (Mateus, 24). E isso ocorreria tão breve, que alguns dos que estavam com ele ainda estariam vivos. (Mateus, 16: 28). Já passaram quase dois mil anos, e ainda tem bilhões de pessoas esperando esse Jesus!

Por incrível que pareça, nem judeus, nem cristãos são capazes de perceber que a tal palavra divina não se cumpre.

 

Veja o índice dos temas tratados pelo livro:

 

Razões      3
A palavra que o Senhor não falou 5
A eternidade do trono de Davi 9
O reino eterno de Judá e Israel após a queda a Assíria 13
O reino eterno após a queda de Babilônia 17
Os reinos do mundo entregues aos santos do altíssimo após a vitória dos macabeus 19
Os últimos tempos em resumo no Cristianismo 41
Jesus anuncia o fim do mundo 45
O fim do mundo no ano mil 55
A volta de Cristo em 1844 61
A última semana de Daniel 67
Os tempos dos gentios 77
Os dez reinos da profecia 87
Os dez reinos mais uma vez 91
O número da besta - quem seria a besta 107
As sete cabeças da Besta 121
As estrelas não caíram pela Terra 131
Nostradamus e o fim do mundo 135
O Furacão Dante 139
São os atuais videntes dignos de fé? 143
Previsões para 1994 145
Probabilidades do fim do mundo no campo científico 153
Epílogo: conclusão sobre a previsão do futuro 159
 

Adquira-o no

CLUBE DE AUTORES

 

Ver todos os livros

..

.