HORÁRIO POLÍTICO GRATUITO

 

Por os candidatos de grandes partidos têm mais tempo no horário político gratuito? Há um motivo razoável para isso?

 

A coligação “Para o Brasil seguir mudando”, da candidata do PT à Presidência, Dilma Rouseff, terá 10 minutos e 38 segundos de cada um dos dois blocos de 25 minutos do horário eleitoral gratuito que irá ao ar a partir do próximo dia 17, terça-feira, na TV e no Rádio.

O horário eleitoral funciona como uma espécie de vitrine dos presidenciáveis para o eleitorado, que se informa, na maioria, por meio da TV e do Rádio. As inserções ocorrerão sempre às terças, quintas e sábados até 30 de setembro. O tempo de TV e Rádio de cada coligação foi divulgado nesta quinta-feira, 12, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

José Serra (PSDB), da coligação “O Brasil Pode Mais”, ficou com o segundo maior tempo do horário: sete minutos e 18 segundos. Marina Silva, do PV, terá um minuto e 23 segundos. O PSOL, do candidato Plínio de Arruda Sampaio, terá um minuto e um segundo.

Os demais cinco candidatos à Presidência terão 55 segundos de tempo na TV e no Rádio. São eles: Rui Costa Pimenta (PCO), José Maria de Almeida (PSTU), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Ivan Pinheiro (PCB).

A ordem de aparição dos candidatos no horário eleitoral foi definida por sorteio, no início do mês, pelo Tribunal Superior Eleitoral, e ficou assim, seguindo do primeiro ao último: José Serra, Plínio de Arruda Sampaio, Rui Costa Pimenta, José Maria de Almeida, Dilma Rousseff, José Maria Eymael, Levi Fidelix, Marina Silva e Ivan Pinheiro."

(Carol Pires, de Brasília (http://blogs.estadao.com.br/radar-politico/2010/08/12/dilma-tera-10-minutos-do-horario-eleitoral-serra-7-e-marina-1/)

"Acho isso muito injusto", comentou Luíza Storch, 12/08/2010 - 13:17. "Na minha opinião, todos os candidatos deveriam ter direito ao mesmo tempo no horário eleitoral!  Olha que diferença absurda: Dilma com 10 minutos e Marina com 1.
Tenho certeza de que quem tem consciência política e se interessa em conhecer melhor os candidatos não levarão em conta apenas o horário eleitoral.  Mas a verdade é que grande parte deste país, seja pelo motivo que for, não terá outra oportunidade de pesquisar para saber quem realmente são aqueles em quem estará votando. A igualdade deve estar presente também no horário eleitoral!
" (Idem).

Critica-se, com muita justiça, a democracia brasileira primitiva, porque só os que tivessem determinado patrimônio tinham direito a voto. E hoje?  O horário político não está seguindo a mesma lógica?

Os candidatos dos grandes partidos estão sempre levando a melhor, favorecendo a continuidade.  Mas, enquanto os pequenos reclamam da injustiça, para os que podem corrigi-la, que são os que estão no poder é interessante manter essa situação.

 

Ver mais POLÍTICA

- -

BUSCA
Google

PROCURE NA CAIXA ABAIXO