ONU DENUNCIA USO DE RELIGIÃO POR BOLSONARO

 

03 de março de 2020, 07h31
ONU denuncia uso da religião por governo Bolsonaro para boicotar direitos da mulher

Brasil foi citado como um país onde a religião é usada para restringir o acesso à educação e saúde sexual de meninas e mulheres
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Por Redação

Em relatório enviado ao Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil foi enquadrado como um país onde a religião é usada para justificar a restrição ao acesso à educação sexual por meninas e mulheres. O relatório também cita que direitos reprodutivos e acesso à saúde sexual estão igualmente restritos no país.

De acordo com Jamil Chade, do UOL, o estudo foi feito durante o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro, quando programas de educação sexual e saúde reprodutivas foram cortados do país. As próprias pessoas entrevistadas no estudo alegaram que tal cenário é culpa da “pressão de grupos religiosos”.

Desde que Bolsonaro assumiu a Presidência, a política de direitos humanos do Brasil passou por grandes modificações a partir de valores religiosos. A própria ministra responsável pelo tema, Damares Alves, declarou recentemente que a expansão da igreja é uma das prioridades do governo.

É o momento de a igreja ocupar a nação”, disse a ministra em entrevista na semana passada, durante sua passagem em reuniões da ONU. De acordo com ela, a “ideologia de gênero” manipulou o movimento gay, e a esquerda apresenta denúncias genéricas contra o governo.

Damares também insistiu na “defesa da vida”, argumento utilizado pelo governo para não legalizar o aborto.

<https://revistaforum.com.br/mulher/onu-denuncia-uso-da-religiao-por-governo-bolsonaro-para-boicotar-direitos-da-mulher/>
 

Ver mais outros MALEFÍCIOS DA RELIGIÃO

 

..

.