Economia e política, conhecimentos gerais, contos e crônicas, avisos, cartas, humor.

 

A PISTA QUE O BANDIDO NÃO CONSEGUE APAGAR

 

Todos os dias circulam milhares ou milhões de mensagens falsas que parecem muito com as verdadeiras. Mas há uma pista, que os piratas não conseguem apagar.  Conhecendo-a, você pode ter certeza se uma mensagem procede do site indicado, ou se vem dos fraudadores.

A mensagens mais imitadas pelos piratas são de alguns sites de humor, como o Humor Tadela, e os de cartões virtuais.  Depois vêm os sites de bancos, os de sexo, com playboy, e também o Big Brother.

 

Em primeiro lugar, qualquer arquivo anexo do tipo protetor de tela (screensaver), que contêm extensão .src, que chega por e-mail é suspeito, porque é o formato mais adaptável para vírus e spyware.

Mas o mais importante é o endereço. Passando o mouse sobre o lugar que contém o link, você vê na barra o endereço exato, que, nas mensagens fraudulentas, é diferente do que aparece escrito no corpo da mensagem.    Se você passar o mouse e não aparecer endereço algum, saiba que é uma fraude ainda mais elaborada.  É a utilização de recursos que ocultam o endereço.  Nesse caso, a suspeita fica ainda maior.

Vejam um exemplo:
Uma das mensagens falsas diz: "Veja as gatas do Sexyclube".
Quando você passa o mouse, aparece na barra http://paginas.aol.com.br/CremPedro/fotos.exe.

As duas pistas da falsidade são a seguinte:
1. O endereço é de uma página que nada tem a ver com o SexyClube.
2. O arquivo não é uma página, nem é foto, mas um aplicativo, que é conhecido pela extensão .exe.

Todavia, mesmo tendo esses conhecimentos, a pessoa pode cair em armadilha se não observar bem:

Um dia me chegou uma mensagem dita do Humor Tadela, e o endereço até parecia ser o do referido site de humor, e os dizeres foram copiados de mensagens que normalmente vinha de lá.

 

Entretanto, ao passar o mouse sobre o link para ver a piada animada, aparecia http://www.humuortadela.com/humortadela.scr.

A pista mais visível de que é uma fraude é a extensão .src. As piadas animadas não contêm essa extensão.

Mas a mais segura, que o fraudador não tem como ocultar, é o endereço falso. O máximo que podem fazer é criar um endereço quase idêntico, o que esse fez:  em lugar de "humortadela", está escrito "humuortadela"; isto é para passar despercebido, havia apenas um "u" a mais no meio da palavra.   Se não houvesse a extensão .src, eu poderia até nem ter percebido que havia esse "u".

Outro dado distinto, é: o site de humor é www.humortadela.com.br, e o falso além de "humuor" em lugar de "humor", não contém .br.

 

Outra vez, ainda inexperiente e num momento de distração, eu quase preenchi um formulário da Caixa Econômica Federal.  Era uma cópia da página da Caixa, mas em um outro endereço.    Se eu preenchesse, estaria simplesmente colocando a minha senha na mão do bandido.
 

Tudo mais pode ser burlado.  Mas o endereço url é a única coisa que o ladrão até hoje não pode falsificar.
 

Ver mais AVISOS

 

Para abrir em nova janela, mantendo esta página aberta, pressione SHIFT ao clicar no link.

- -

BUSCA
Google

PROCURE NA CAIXA ABAIXO