.

O PODER DO L.S.D.

.

 

"Ácido Lisérgico. Teve sua explosão de consumo durante os anos 60 quando, enganadamente, foi chamado de "ácido da felicidade" pelos jovens da época que diziam que o álcool matava e por isso deveriam consumir o L.S.D. Era utilizada com o intuito de "aumentar o estado de consciência".

É uma droga que provoca o funcionamento anormal das manifestações mentais, que distorcem a realidade e o estado de percepção, podendo provocar, assim, o aparecimento de estados psicóticos, depressão, pânico e alucinações, delírios, ilusões, chegando a provocar até suicídios. Apenas uma pequena dose é capaz de proporcionar horas de alucinações. A droga interfere na ação da Serotonina, um neurotransmissor, por conter em sua composição uma substância que está presente também na Serotonina. Seus efeitos variam conforme a sensibilidade de quem o está consumindo e da quantidade. Dentre os efeitos físicos observados, podem ocorrer dilatação da pupila, transpiração excessiva, aumento da temperatura corpórea, e aumento dos batimentos cardíacos e podem também aparecer as náuseas e vômitos. Já foi declarado um efeito do LSD que pode acontecer que é a volta dos sintomas psíquicos depois de algum tempo mesmo sem ter consumido a droga novamente.

No final da "viagem" vem a depressão, angústia e medo, e causa a dependência psíquica.

Reações apresentadas por viciados em L.S.D.:

·         Sensação de perda do limite do próprio corpo e o espaço em seu redor;
·         Sensação de que os odores podem ser tocados;
·         Sensação de que os sons podem ser vistos;
·         Sensação simultânea de alegria e tristeza;
·         Sensação de que se pode voar;
·         Sensação de pânico e grande vulnerabilidade;
·         Tentativas de suicídio e surgimento de impulsos homicidas;
·         Perda de controle sobre os pensamentos;
·         Alucinações que surgem vários meses após o uso.

Dentre seus vários problemas causados podemos citar as variações nos cromossomos que por sua vez vêm a provocar variações no feto em desenvolvimento, nas mulheres grávidas viciadas." (Extraído do site Diga Não às Drogas: www.diganaoasdrogas.com.br).

Ver mais O PODER DE CADA DROGA

..