.

 

PROSTITUIÇÃO

 

"A prostituição pode ser definida como a troca consciente de favores sexuais por interesses não sentimentais, afetivos ou prazer. Apesar de comumente a prostituição consistir numa relação de troca entre sexo e dinheiro, esta não é uma regra. Pode-se trocar relações sexuais por favorecimento profissional, por bens materiais (incluindo-se o dinheiro), por informação, etc.

A prostituição é praticada mais comumente por mulheres, mas há um grande número de casos de prostituição masculina em diversos locais ao redor do mundo.
 

Conceito

A sensibilidade sobre o que se considera prostituição pode variar dependendo da sociedade, das circunstâncias onde se dá e da moral aplicável no meio em questão.

A prostituição é reprovada em diversas sociedades, devido a ser contra a moral dominante, à possível disseminação de doenças sexualmente transmissíveis (DST), por causa de adultério, e pelo impacto negativo que poderá ter nas estruturas familiares (embora os clientes possam ser ou não casados).

Na cultura silvícola de algumas regiões, inclusive no interior da Amazônia, Brasil, e em algumas comunidades isoladas, onde não há a família monogâmica, não existe propriedade privada e por conseguinte não existe a prostituição: o sexo é encarado de forma natural e como uma brincadeira entre os participantes. Já onde houve a entrada da civilização ocidental o fenômeno da prostituição passa a ser observado com a troca de objetos entre brancos e índias em troca de favores sexuais.
Fonte
A descrição acima é do artigo Garota de Programa da Wikipédia, licenciado sob CC-BY-SA, lista completa de contribuidores aqui. As páginas de comunidade não estão associadas, tampouco endossadas por, qualquer pessoa associada ao tópico."

http://www.facebook.com/pages/Garota-de-Programa/134790989880401Ver mais

 

Em consulta hoje, 19/10/2012, verifiquei, em http://pt.wikipedia.org/wiki/Garota_de_Programa, que a página na Wikipédia foi eliminada. 

 

Embora prostituir não seja crime em nosso país, ainda se incriminam as casas de prostituição o agenciamento de profissionais do sexo. E há os que querem associar a prostituição ao crime e considerá-la algo tão pernicioso como as drogas. Mas isso não tem fundamento. 

 

O crime organizado pode até usar a prostituição, como também pode usar outras atividades. Nem por isso essas outras atividades são necessariamente ligadas ao crime. Pessoas podem prostituir sem ter ligação com o crime.

 

As drogas são coisas nocivas à saúde dos usuários e os leva ao crime para se manterem, uma vez que tendem a perder o interesse pelo trabalho. E, mesmo a maconha, considerada por muitos a mais inofensiva, traz grandes transtornos, conforme dados científicos.  Já a prostituição, não; é algo ligado ao prazer. A prática sexual é, ao contrário das drogas, muito benéfica à saúde, e os riscos de doenças sexualmente transmissíveis são contornados com o uso de preservativo.

 

Ver mais sobre PROSTITUIÇÃO

..

.