RACISMO ATRIBUÍDO AOS ATEUS

 

Não bastando todos os males que os religiosos trouxeram ao mundo, alguns deles ainda tentam atribuir seus atos aos ateus.  Mas os fatos mostram o contrário, e o livro sagrado deles está aí para todos verem de onde surgiu o racismo.

 

Ao discutir polêmica do racismo no esporte, radialista cristão afirma que “todos os racistas são ateus”
Por Dan Martins em 4 de maio de 2014

Nas últimas semanas polêmicas envolvendo manifestações racistas no meio esportivo ganharam destaque na imprensa em todo o mundo. Em destaque apareceu o caso do jogador de futebol Daniel Alves, que chamou a atenção por comer uma banana que foi jogada no campo por um torcedor e as declarações racistas de Donald Sterling, dono do Los Angeles Clippers, time de basquete da liga NBA.

Ao comentar em seu programa o caso de Sterling, que foi banido da NBA por causa de suas declarações, o radialista cristão Dan Caplis trouxe outra polêmica ao destacar que “todos os racistas são ateus”.

Segundo o The Christian Post, Caplis explicou suas afirmações dizendo não conseguir imaginar pessoas com atitudes racistas terem uma religião. Segundo ele, esse linha de pensamento se dá pois quando reflete mais a fundo entende que qualquer um que seja religioso considera inadequado julgar alguém baseado unicamente em sua cor de pele, pois isso seria como insultar uma criação de Deus.

- Deus faria alguém menor apenas em virtude da cor de sua pele? Então, meu ponto de partida é que todos os racistas são ateus. Eles não devem acreditar em Deus – afirmou o radialista.

Após a repercussão de suas afirmações, Caplis voltou a público para esclarecer que não compreende que nem todos os ateus sejam racistas, mas reforçou seu ponto de vista sobre todos os racistas não acreditarem em Deus.

- Peço desculpas se foi tomado desta forma, mas alguém nunca poderia ter imaginado que eu estava falando que todos os ateus são racistas. Isso seria uma coisa tola de se dizer. Eu estava apenas dizendo que todos os racistas são ateus – explicou o radialista.
Compartilhar

Entre as críticas motivadas pelas afirmações de Caplis está a do blogueiro Hemant Mehta, que escreveu que considera injustas as declarações do radialista, e disse que afirmações dessa natureza “só alimentam o estereótipo de que ateus são imorais”.

Por Dan Martins, para o Gospel+

http://noticias.gospelmais.com.br/racismo-esporte-cristao-afirma-todos-racistas-ateus-67372.html

 

Muito bem lembrou um dos leitores que vieram essa asneira:

"O pessoal da Klu Klux Klan era protestante, até parece que ele não sabe que nos EUA até hoje tem denominações só para brancos e outras só para negros.
Até parece que ele não sabe que o sistema de apartheid da África do Sul foi montado por cristãos reformados.

(Antonio Jose)
 

Outra leitora também chamou atenção para o seguinte:

depois quando são chamados de burros ignorantes eles reclamam.
mas essa criatura não sabe nada sobre o KKK do pais dele
nem sobre apartheid da África do Sul
nem sobre o nazismo cristão
nem sobre a Inquisição

(Rita Candeu).

 

Mas, como exemplos doutrinários cristãos, podemos citar:

 

"Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato." (Pastor Marcos Feliciano, pelo Twitter, 2013).

 

Os descendentes de Cão seriam raças de servos; os semitas preservariam o conhecimento do verdadeiro Deus; as raças jaféticas haveriam de dominar vastíssima porção do mundo e suplantar as raças semíticas como doutrinadores de Deus. Foi cumprido isso quando os israelitas tomaram Canaã, os gregos conquistaram Sidom, e Roma capturou Cartago. Desde então as raças jaféticas têm dominado o mundo e se têm convertido ao Deus de Sem enquanto as raças semíticas têm ocupado posição de relativa insignificância, e as raças camíticas, uma condição servil. Foi uma admirável previsão da história. (Henry H. Halley, Manual Bíblico, pág. 74).

 

 

 

 

 

Ver mais DIVINDADES INÚTEIS

 

..

.