.

 

SUPER SLOW

.

 

"Uma nova modalidade de malhação tem virado mania na academias norte-americanas, e promete revolucionar o mundo da indústria que sobrevive dos exercícios. É o chamado SuperSlow (super lento em português), modalidade que ganha mais adeptos pelos rápidos resultados apresentados, além da redução no tempo que se deve gastar nas academias.

 

A grande sensação entre as centenas de programas de exercício disponíveis em livro, vídeo e academias nos Estados Unidos é o sonho dourado de quem reclama da falta de tempo para entrar em forma – basicamente todo mundo. Trata-se de uma sessão de musculação de alta intensidade, que promove a perda de gordura e o ganho de músculos, como os exercícios convencionais, mas dura no máximo trinta minutos por semana; nos outros seis dias, descanso. Nada de esteira, bicicleta nem aeróbica. O equipamento imprescindível dos malhadores em câmera lenta é o peso: quanto mais, melhor. Os propagadores da nova técnica, que ficou conhecida como SuperSlow (superlento), prometem resultados visíveis em seis semanas. No Brasil, por enquanto, a novidade só é oferecida em poucas academias, em versões menos rigorosas que a original.

 

Como funciona o SuperSlow

A proposta parece simples e ao mesmo tempo fascina. Simples porque consiste basicamente em realizar exercícios de musculação com a duração de vintes segundos cada repetição. Dez segundos são dedicados para a flexão, onde se levanta o peso, e dez para a extensão - quando o músculo está retornando para a posição de repouso-. Segundo Ken Hutchins, idealizador do programa, os benefícios vão além do simples ganho da massa muscular. Além de também queimar gorduras, quem pratica essa modalidade possui menos risco de sofrer problemas com lesões. A fascinação por essa nova modalidade, no entanto, vem do fato que é necessário exercitar-se por apenas trinta minutos, e descansar pelo menos três dias antes de uma nova sessão de musculação. Exercícios durante o período de descanso não são recomendados, já que o grande período de repouso é imprescindível para o sucesso dessa técnica. Segundo Hutchins, instrutores que tentam incorporar a técnica a outras atividades normais da academia na verdade prejudicam o rendimento de quem está se exercitando.

 

Resultados do SuperSlow

Apesar dos resultados dessa técnica serem rápidos e visíveis em poucas semanas, Ken Hutchins é muito criticado pelos especialistas. Primeiro porque o SuperSlow não possui nenhum resultado comprovado por estudos. E principalmente porque Hutchins é um duro crítico dos exercícios aeróbicos.  Ele se defende dizendo que os testes exigidos pelos especialistas medem exatamente índices ligados a esses mesmos exercícios aeróbicos. Como a técnica do SuperSlow segue uma lógica diferente, não poderia ser medida como um exercício convencional. Hutchins utiliza alguns dados retirados do início da utilização da técnica, ainda em fase experimental e utilizada no tratamento da osteoporose: aumento da densidade óssea em até 1% ao mês, além de apresentar um desenvolvimento muscular acima da média."

(Fonte: http://www.saudenarede.com.br/esportes/superslow.html)

 

 

Ver mais CONHECIMENTOS GERAIS

 

..