DUAS PROVAS DE QUE DEUS NÃO EXISTE

 

Entre várias provas, há duas mais importantes da inexistência do deus dos cristãos.  1. Ele não disse a realidade e ainda se contradisse. 2. Sua palavra predisse o futuro e o predito não aconteceu.

 

1- Não disse a realidade e se contradisse

 

Yavé, nem qualquer outro deus, jamais afirmou algo que o homem ainda não soubesse ou informou que o homem estivesse enganado.

Seria necessário mais alguma coisa para um ser racional, não condicionado por religião, concluir que deus é só imaginação do homem.

 

O deus verdadeiro, se existisse, poderia ter dito:

"Eu fiz um universo enorme, com muitos mundos, mas achei por bem criar o homem neste para ser meu representante".

   

Mas, como o deus mais adorado atualmente, assim como os outros, não passa de produto do pensamento primitivo, disse:

Criei a Terra, criei vegetais nela, depois criei o Sol e a Lua e um montão de estrelinhas, depois criei animais e, por último, criei o casal humano parecido comigo.

Mas logo a seguir, parece que estava meio esquecido, disse:

Criei a Terra, criei o homem, criei vegetais para ele comer e animais para ele dominar; depois, como ele não encontrava um animal adequado para ser sua companhia, eu arranquei uma costela dele e a transformei na mulher.

Confiram o capítulo 1 de Gênesis como os versículos 4-9 e 18-22 do capítulo 2.

 

Vêm os mestres da ignorâncias e dizem: 

 

Mas, deus não podia dizer as coisas de modo diferente do que o povo pensava; eles não iriam acreditar.

 

Eu pergunto: por que o povo não iria acreditar?  Se existisse um ser sobrenatural mesmo e ele dissesse qualquer coisa, os que o vissem ou ouvisse jamais iriam duvidar.  Se eles acreditam em palavras de pastores de comportamento duvidoso hoje, os antigos não iriam acreditar nos homens que eles tinham como inspirados por esse ser onisciente?  Conversa para boi dormir!

 

 

2 - Disse saber e anunciar todo o futuro e predisse os fatos e o predito não aconteceu

 

“...eu sou Deus, e não há outro; eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim; que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antigüidade as coisas que ainda não sucederam” (Isaías, 46: 9).

"Uma vez para sempre jurei por minha santidade; não mentirei a Davi. A sua descendência subsistirá para sempre, e o seu trono será como o sol diante de mim; será estabelecido para sempre como a lua, e ficará firme enquanto o céu durar. (Salmos, 89: 35-37).

Onde ficou o trono de Davi? O Sol e a Lua permanecem; mas o trono da descendência de Davi se acabou no cativeiro babilônico. 

 

Vêm os cristãos e dizem: Ah, os judeus não cumpriram o pacto, por isso deus os abandonou!

Deveriam ter lido alguns versículos antes:
"Se os seus filhos deixarem a minha lei, e não andarem nas minhas ordenanças, se profanarem os meus preceitos, e não guardarem os meus mandamentos, então visitarei com vara a sua transgressão, e com açoites a sua iniqüidade. Mas não lhe retirarei totalmente a minha benignidade, nem faltarei com a minha fidelidade. Não violarei o meu pacto, nem alterarei o que saiu dos meus lábios. Uma vez para sempre jurei por minha santidade; não mentirei a Davi. A sua descendência subsistirá para sempre, e o seu trono será como o sol diante de mim; será estabelecido para sempre como a lua, e ficará firme enquanto o céu durar." (Salmos, 89: 30-37).

E sabemos que os judeus foram rigorosos no cumprimento de cada preceito na lei.  O que falhou é mesmo a palavra dita de Yavé.

 

Tudo se resume nisto: se uma palavra contém enganos, ela não pode proceder de um ser onisciente.  Assim, como nenhum deus sabia do que se sabe do universo hoje, e nenhum predisse corretamente o futuro, todos os deuses não passam de produto do pensamento humano.

 

Ver mais uma sequência de

 PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS

 

..

.