O ARCO ÍRIS, UM DOS MAIS BELOS FENÔMENOS DA NATUREZA

 

"Depois da tempestade, vem a bonança... Deus está presente e tem gente que não vê!" (Jornal O Tempo, 30/01/2009)

 

É mesmo o arco-íris a prova da existência de um deus?  O homem primitivo viu nesse fenômeno a obra de um ser sobrenatural que destruiu toda a humanidade, assim como outros seres vivos e depois criou essa coisa maravilhosa como prova de um pacto para não mais destruir a vida na terra.  Mas hoje sabemos que até nós mesmos podemos fazer um arco-íris.   Em qualquer lugar que houver gotas de água refletindo a luz, forma-se esse fenômeno, antes inexplicável e só atribuído a deuses.

 

E disse Deus: Este é o sinal do pacto que firmo entre mim e vós e todo ser vivente que está convosco, por gerações perpétuas: O meu arco tenho posto nas nuvens, e ele será por sinal de haver um pacto entre mim e a terra. E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e aparecer o arco nas nuvens, então me lembrarei do meu pacto, que está entre mim e vós e todo ser vivente de toda a carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio para destruir toda a carne. O arco estará nas nuvens, e olharei para ele a fim de me lembrar do pacto perpétuo entre Deus e todo ser vivente de toda a carne que está sobre a terra. Disse Deus a Noé ainda: Esse é o sinal do pacto que tenho estabelecido entre mim e toda a carne que está sobre a terra.” (Gênesis, 9: 17).

O que é o arco-íris? É nada mais do que um fenômeno físico de reflexão da luz solar pelas gotas da chuva. Em qualquer lugar, em qualquer época, desde que existindo incidência direta da luz solar sobre chuva, resulta o fenômeno luminoso do arco-íris.  E nem é preciso haver chuva natural. Basta que haja água espalhada no ar através de uma mangueira, para fazermos arco-íris. Mas o homem de três ou quatro mil anos atrás não sabia nada disso, pensando ser obra de um ser sobrenatural.

O homem do passado deveria ficar extremamente intrigado com uma propriedade desse belo fenômeno: ninguém consegue se aproximar do arco-íris. Em um lugar montanhoso e mais próximo do por do sol, você pode ver o arco-íris chegando ao pé da montanha. Mas se você for àquele local, você verá o arco em outro lugar mais adiante. Isso era um mistério que só podia ser atribuído aos deuses, mas hoje é simples de explicar: como ele é um reflexo da luz solar nas gotas da chuva, nós o vemos sempre na posição que forma um ângulo entre a posição do sol, a direção da chuva e o ponto onde estamos; por isso, em cada lugar o vemos em uma posição específica.

"O arco, na verdade, é formado pelo desvio e dispersão da luz do Sol em um número enorme de gotas.  Só algumas dessas gotas desviam a luz na direção de seus olhos. Outra pessoa a seu lado verá a luz desviada por outras gotas diferentes, isto é, verá outro arco-íris. Cada um vê seu arco-íris particular e cada um está no vértice de seu próprio arco-íris" (AS CORES DA LUZ - http://www.fisica.ufc.br/coresluz1.htm).

Diante dessa impossibilidade de se aproximar do arco-íris, pareceu muito propício utilizá-lo como um sinal divino. Criou-se a lenda do pacto de Deus com Noé como origem do arco, assim como se criou a da torre de babel para explicar por que pessoas de lugares diversos falam de formas diferentes.  Embora hoje haja conhecimento suficiente para entender o arco-íris, ainda há pessoas que pensam que ele seja a prova da existência de um ser sobrenatural
, e querem nos convencer de que, antes de uma inundação mundial que não deixou vestígio, a reflexão da luz solar não existia!  Só mesmo a lavagem cerebral pode manter nas cabeças humanas esse entendimento primitivo.

 

Ver mais POR QUE SE CRÊ

 

..

.