A BÍBLIA E A EDUCAÇÃO VIOLENTA

 

O Dia 4 de junho é o Dia Internacional das Crianças vítimas de violência e o Dia Mundial contra a Agressão Infantil e, coincidentemente, é o dia em que, em 1743, foi Impressa a Primeira Bíblia na América.  E essa coincidência nos chama a atenção, porque a violência contra crianças é ensinada na Bíblia.

"A Bíblia Sagrada e o Abuso Infantil
30 May 2010 09:53 AM PDT

Quando se fala de abuso infantil, várias imagens vem à cabeça: uma delas é a de crianças sendo espancadas por pais. Creio eu que você não consideraria esta ação como sendo religiosa, certo?

E se eu te disser que a Bíblia Sagrada ensina a bater nas crianças, como forma de educação? Peguei uns versículos da Bíblia Ave Maria, mas não difere muito de outras versões:

Provérbios 13:24: “Quem poupa a vara odeia seu filho; quem o ama, castiga-o na hora precisa.”
Provérbios 19:18: “Corrige teu filho enquanto há esperança, mas não te enfureças até fazê-lo perecer.”
Provérbios 22:15: “A loucura apega-se ao coração da criança; a vara da disciplina afastá-la-á dela.”
Provérbios 23:13-15: “Não poupes ao menino a correção: se tu o castigares com a vara, ele não morrerá, castigando-o com a vara, salvarás sua vida da morada dos mortos. Meu filho, se o teu espírito for sábio, meu coração alegrar-se-á contigo!”


Muitos cristãos acreditam que é preferível começar a bater nas crianças desde bem cedo. Devemos levar em conta também que em vários colégios cristãos os alunos também apanham. Quem nunca ouviu histórias de gente que apanhou de régua da professora? Ou de quem teve que ajoelhar no milho? Nos Estados Unidos, alguns sites protestantes até ensinam como fazer a vara da disciplina, com objetos que podem ser comprados em casas de construção.

Mas nossa sociedade está mudando. Hoje se sabe que melhor que bater para o moleque evitar de fazer algo ruim é recompensá-lo por fazer coisas boas.

A sociedade muda, mas o texto na Bíblia Sagrada continua o mesmo. Acha ainda que ter um código de conduta moral absoluto e imutável é um bom negócio?

(Fonte: Ateus do Brasil)

 

Observe-se que o limite da violência pregada é não matar ('fazê-lo perecer').  O que não causar a morte será válido.  É aí que encontram apoio essas pessoas que torturam crianças. 

 

Ver mais sobre

 

..

.