CONFUSIONISMO=FILOSOFIA DE CONFUSOS -- 19/03/2003

 

Todas as coisas foram criadas por um deus perfeito, onisciente e onipotente.
Nada pode se formar do nada. Tudo tem que ter um criador. Deus não foi criado por ninguém.

Deus é bom e imutável onisciente, sabe o fim desde o princípio. Deus destruiu todos seres viventes, com exceção de poucos escolhidos, em um dilúvio, por ter-se arrependido de ter posto o homem sobre a Terra Gênesis, 6: 5-7). Nada acontece sem deus querer. Ele cria todas as coisas, faz o bem e faz o mal (Isaías, 45: 7).

Deus é justo. Deus vinga a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e a quarta geração (Deuteronômio, 5: 9).

Deus ama o mundo e deu seu filho para salvar o homem... (João, 3: 16) Somos equivalentes a nada diante de deus (Daniel, 4: 35).

A vida é contínua; o espírito é imortal, passando por sucessivos corpos. Nas seguidas reencarnações, a pessoa se aperfeiçoa, acumulando conhecimentos. Você não sabe nada sobre sua encarnação passada e não saberá nada desta na próxima (Doutrina espírita).

Os mortos não têm consciência (Eclesiastes: 9: 5-10). O evangelho foi pregado também aos mortos ((I Pedro, 4: 6).

E ainda dizem que tudo isso constitui a palavra mais harmoniosa do mundo.

 

Quanto à onisciência divina, veja:
O UNIVERSO DE JEOVÁ
AS CONTRADIÇÕES BÍBLICAS
ABSURDOS BÍBLICOS
PREVISÕES DO FUTURO
O CONFUSO CARÁTER DIVINO

Quanto à justiça de Deus, leia:
A JUSTIÇA DIVINA
A INCONSISTÊNCIA DOS CHAMADOS CASTIGOS DIVINOS


Quanto à perfeição divina, veja:
DEUS À IMAGEM DO HOMEM


Ao final, leia:
COMO TUDO FOI CRIADO?
 

Ver mais RELIGIÃO

 

..

.