CRIAÇÃO OU EVOLUÇÃO -- 04/01/2003 -

 

Desde tempos imemoriais, a maioria das pessoas acredita que todas as coisas existentes foram feitas por seres sobrenaturais ou um único ser todo-poderoso, ao qual chamam Deus. Mas, partindo de época bem recente, pesquisadores da natureza afirmam que a vida se desenvolveu de reações físico-químicas há bilhões de anos, surgindo proteínas, das quais evoluíram microorganismos bem simples, que, em milênios de evolução, foram tornando-se seres complexos, e dentre esses aperfeiçoados viventes um tornou-se o homem. Quem terá razão?

Desde que Charles Darwin apresentou a teoria da evolução das espécies, deflagrou-se uma guerra entre criacionistas e evolucionistas. Enquanto a ciência busca dados na arqueologia, perscrutando os fósseis, e analisa os seres microscópicos, os adeptos da criação batem na impossibilidade de surgir ordem do caos, só admitindo o surgimento de algo como obra de um criador.

Na realidade, a ciência não tem explicação para tudo, mas os religiosos também não têm. E o que já temos de dados arqueológico, aliado com a observação do mundo microorgânico, mesmo sem nos aprofundar até a explicação dos elementos, formação e funcionamento de uma célula, temos muitos indícios visíveis da evolução.

Em primeiro lugar, se não admitirmos que uma vida possa surgir sem um criador, não podemos aceitar que esse criador tenha vindo à existência por si próprio também; e, conseqüentemente, deveria haver o criador do criador, que teria que ter o seu, e haveria uma corrente infindável, sem mais lógica do que o surgimento de tudo do nada; porque de onde não pode vir coisas simples muito menos poderia vir coisas complexas.

Por outro lado, se uma bactéria, ao ser atingida por um medicamento aplicado em dose insuficiente para destruí-la, sofre mutações que a torna mais resistente, e o fato chega a ser perceptível em menor escala nos insetos, surgindo gerações menos vulneráveis aos inseticidas, isso é um testemunho da evolução biológica. Além disso, a existência de uma linha de fósseis que se tornam mais simples à medida que se avança para o passado, ainda que incompleta, conta-nos que no passado os serem não eram como os de hoje, apontando para a transformação biológica pregada por Darwin.

Uma vez que se tornou insustentável a teoria de um mundo formado há poucos milênios, e o que resta de eras remotas mostra mutações nos seres vivos, não posso mais duvidar de que a evolução seja um fato. A conclusão a que podemos chegar é que uma pequena mutação em um microorganismo em alguns dias indica que mutações ocorrem também em organismos complexos, apenas exigindo um tempo tão mais longo quanto maior a complexidade do ser em questão. Os seres vivos evoluem, não resta dúvida.

 

O único argumento religioso é que a ciência não tem explicação completa sobre a origem das coisas, e os testes que alguns cientistas do passado fizeram sem conseguir fazer aparecer vida do nada.  Ignoram toda a mutação microbiológica e a sequência dos fósseis, que mostram seres se modificando ao longo de milhões de anos.

Ver mais CIÊNCIA

 

Ver mais sobre  ARGUMENTAÇÕES INFUNDADAS

 

..

.