OS DEMÔNIOS DO CRISTIANISMO

 

Os povos antigos, politeístas, acreditavam haver deuses do bem e deuses do mal.  O monoteísmo, não admitindo existir mais de um deus, criou anjos caídos e, finalmente, um líder chamado adversário de deus, cuja atividade é tentar os homens a fazer o mal, mas todos seriam criaturas do mesmo deus. E esse agente tentará os humanos até o fim do mundo.

 

Povos de quase todas religiões têm suas crenças em seres sobrenaturais malignos e benignos; e quanto mais atrasados são eles, mais espíritos do mal existem em seus pensamentos.  Mas, como o Cristianismo dominou quase o mundo inteiro pela força, o que mais se conhece atualmente é o Diabo (de diábolo, grego espírito maligno), ou Satanás (hebraico Satã, adversário de deus).  E juntamente com esse adversário divino, afirma-se que há uma imensa legião de anjos caídos.

 

Os autores dos primeiros livros da Bíblia, o mais famoso livro sagrado do mundo, não idealizaram inicialmente um ser sobrenatural agente do mal.  A origem do pecado no mundo se deveu, segundo eles, à serpente, "o mais astuto dos animais do campo" (Gênesis, 3: 1).

 

Muito tempo depois, após várias gerações da humanidade, anjos desviaram de sua missão divina por causa das mulheres:   "...viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram" (Gênesis 6: 2).  A esses se refere um dos autores do chamado Novo Testamento, como tendo sido punidos com prisão na escuridão pelo deus criador: "aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia" (Judas, 6).

 

Os redatores da lei divina de Yavé, que consta dos livros de Êxodo, Levíticos e Deuteronômio, já chamaram de demônios os deuses dos outros povos (Deuteronômio, 32: 17).  Mas eles não eram considerados agentes malignos, e simplesmente criações humanas inúteis. Nessa época, embora eles já falassem de anjos caídos, não falaram de um chefe dos agentes do mal.


O livro mais antigo a mostrar a figura de Satanás (o adversário de deus) é o livro de Jó: "Ora, chegado o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles." (Jó, 1: 6).

Depois, o livro das Crônicas de Israel fala que "Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a numerar Israel." (Crônicas, 21: 1).  É a primeira vez que esse agente maligno aparece influenciando o pensamento humano.   E, como aquele livro sagrado descoberto no templo dos dias de Josias não continha referência a Satanás, pode-se deduzir que essa tentação a Davi foi imaginada, não nos dias desse rei, mas depois de viverem entre os babilônios. Tanto é, que em outro texto, quem mandou davi numerar Israel foi Yavé (II Samuel, 24:1).

 

Já no Cristianismo, os demônios adquiriram novas funções.  Todos os portadores de distúrbios mentais foram tidos como possuídos pelos demônios.  E Jesus, o deus filho redentor do mundo, bem como seus apóstolos, foram apresentados pelos evangelhos expulsando os demônios que confundiam as mentes dos loucos.

 

E Satanás, aquele chefe dos agentes do mal que aparece pela primeira vez no livro de Jó, ressurge no primeiro evangelho como um anjo a tentar o deus filho (Mateus, 4) e, posteriormente, impulsionando o mundo inteiro para o mal, numa eterna batalha contra o bem, que só deverá ter fim quando o mundo for destruído com fogo e esse ser maligno for lançado no lago de fogo para queimar eternamente junto com as pessoas que tiverem caído em sua tentação.

 

Hoje, com os avanços da Medicina sabemos que os deficientes mentais são vítimas de falhas cerebrais, que podem ser amenizadas com algumas substâncias químicas, ou até mesmo corrigidas com procedimentos cirúrgicos, não havendo nenhum agente externo influenciando seus pensamentos.  Todavia, aquele pensamento primitivo de que havia espíritos malignos atuando nessas pessoas ainda não desapareceu do imaginário popular.  E, por incrível que pareça, ainda existem mestres religiosos tentando convencer o mundo de que esses seres existam. 

 

Ver mais POR QUE SE CRÊ

 

..

.