DEUS, RELIGIÃO, FÉ

 

O mais comum entre os seres humanos é crerem na existência de um ser subrenatural que comanda tudo e a todos (DEUS), ou vários, e imaginar que seus atos os tenham privado da comunhão com esse Senhor, ou senhores, e que exista um meio de se religar a ele ou eles (RELIGIÃO). Essa crença da existência desse deus ou desses deuses é uma “certeza da existência daquilo que se não vê” (FÉ). Como os princípios da fé variam no tempo e no espaço, as divergências religiosas sempre foram a maior causa de guerras, porque o crente acha que a vontade de Deus, aquilo que ele crê, deve ser imposta ao mundo.

 

VÁRIAS DEFINIÇÕES VINDAS DE PENSADORES DIVERSOS

D E U S

D E U S - Personificação paleolítica das forças da natureza.

"Ser sobrenatural, onipotente, onisciente e onipresente idealizado pelo homem monoteísta como criador de todas as coisas. Cada um dos seres sobrenaturais imaginados pelo homem primitivo politeísta como autores dos fenômenos da natureza." “Ser infinito, perfeito, criador do Universo” (Aurélio).

“Nas religiões politeístas, divindade de personificação masculina, superior aos homens, e à qual se atribui influência especial, benéfica ou maléfica, nos destinos do Universo.” (Idem).

Deus, o ser supremo, princípio gerador do mundo nas religiões. Para o monoteísmo, um único Deus é o criador e origem de todas as coisas existentes, sendo descrito com atributos de perfeição: infinitude, imutabilidade, eternidade, bondade, conhecimento e poder.(Enciclopédia Encarta)

“Se Deus não existisse, a gente precisaria inventá-lo”. (François-Marie Arouet -1694-1778) Voltaire (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

"Já que eu existo, por que Deus não pode existir?" Lobão (João Luís Woenderbarg) Cantor brasileiro, 40 anos (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

"No fundo, Deus é um pai exaltado". (Sigmund Freud (1856-1936)Psiquiatra austríaco, criador da Psicanálise (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

“Não sou um ateu total. Todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro” José Saramago, 1923-?, Escritor português (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

“Eu continuo ateu, graças a Deus” (Luis Buñuel, Cineasta espanhol, 1900-1983). (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

Definição científica: "Ser de origem paleolítica, de natureza invisível, imperceptível, insensível, onimpotente, oniausente, inexistente".

"Deus é o resultado da tentativa do homem primitivo de explicar o inexplicável." ( Anticristo 2000)

 

R E L I G I Ã O

R E L I G I Ã O - "Conjunto de crenças e práticas de origem primitiva com que as pessoas acreditam manter-se em contato com Deus, ou com os deuses."

“Crença na existência de uma força ou forças sobrenaturais, considerada(s) como criadora(s) do Universo, e que como tal deve(m) ser adorada(s) e obedecida(s)” (Aurélio)

"A ciência sem a religião é manca. E a religião sem a ciência é cega". (Albert Einstein (1879-1955) Físico alemão (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

“Eu sou uma espécie de colecionador de religiões. E o mais curioso é que descobri que posso acreditar em todas elas” (George Bernard Shaw (1856/1950) Dramaturgo irlandês (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

“A religião é o ópio do povo” (Karl Marx) (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

 

F É

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a certeza das coisas que não se vêem” (Apóstolo Paulo, Hebreus, 11:1)

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas infundadas, e a certeza da existência das coisas que não existem” (João de Freitas)

A vida é dúvida. E a fé sem a dúvida não é nada a não ser a morte. Miguel de Unamuno (1864-1936) Filósofo espanhol (Superinteressante, julho/98, pág. 90)

“A fé, mesmo quando é profunda, nunca é completa” Jean Paul Sartre (1905-1980) Filósofo francês (Ibidem)

“A fé é um mistério daqueles que, talvez, nem a ciência alcance. O que só torna mais interessante pensarmos sobre ela.” (Ibidem)

“Não tenho necessidade de outra fé, além da fé que tenho na humanidade” Pearl S. Buck(1892-1973) Escritora americana (Ibidem)

“A fé pode ser definida brevemente como uma crença ilógica na ocorrência do improvável” (Henry Louis Mencken, 1880-1956, escritor americano) (Ibidem)
 

O QUE SE FAZ PELA FÉ

Em nome da fé, os homens muitas vezes cometem absurdos que vão de encontro à moral e à mais simples lógica. A inquisição foi um desses períodos da história da Humanidade em que se pressupunha salvaguardar a fé religiosa de um determinado grupo simplesmente eliminando todas as manifestações contrárias. Para isso, usavam-se todos os meios à disposição, desde a tortura até a morte.” (Visão Espírita, out./98, pág. 56).

Pela fé, os hebreus dizem ter destruído vários povos, o cristianismo tornou-se o grupo mais sanguinário de toda a história, e os muçulmanos radicais praticam terrorismo em várias partes do mundo.

Ver O COMPLEXO UNIVERSO IMAGINÁRIO DO HOMEM
 

Ver mais RELIGIÃO

 

..

.