A ESTRATÉGIA DE PROLONGAMENTO DA SOBREVIVÊNCIA DO CRISTIANISMO

 

"... e, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. “Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.” (Mateus, 24: 12, 13). Que argumentou melhor haveria para assegurar a longevidade da nova religião?

Essa foi a jogada mais experta de um dos psicopatas criadores do cristianismo:  Percebeu ele que, a qualquer tempo que a igreja começasse a perder adeptos, uma parte ficaria mais crente acreditando que estivesse chegando ao fim previsto, e a possibilidade de arrebanhar novos fiéis seria grande, argumentando-se que a palavra divina estaria cumprindo-se.   É o argumento que vemos hoje, quando a religião está definhando irreversivelmente nos países desenvolvidos, conforme quadro abaixo:

 



Com todas essas coisas na cabeça, pensando que o deus onisciente ofuscou o entendimento dos grandes e capacitou os pequeninos para entender (Mateus, 11: 25), são poucas as pessoas capazes de perceber que estão sob as amarras dos equívocos do pensamento primitivo. Estão cercados de justificativas para todas as falhas da chamada “palavra de Deus”.

 

 

Ver mais RELACIONAMENTO RELIGIOSO

 

 

..

.