IGREJA, BOM NEGÓCIO

 

 Abrir igreja: um negócio que tem gerado dinheiro para muita gente!
Uma Igreja bem administrada, segundo o bispo Edir Macedo é um excelente negócio. Mais ou menos bem administrada também é um bom negócio. E, até mal administrada não deixa de ser um bom negócio.
Em Manaus, nas periferias da cidade, está ficando mais fácil encontrar igreja que mercadinho, farmácia ou salão de beleza. Ser evangélico virou atestado de idoneidade e abrir igreja a certeza de lucro fácil. Limpo e imediato. Sem pagar imposto para aplicações financeiras, além de outras vantagens e isenções, e com prestígio político que abre portas, novos negócios, elege presidentes, governadores, prefeitos e bancada parlamentar, com todos os ganhos e benefícios que isso significa abrir uma igreja virou um excelente empreendimento...
...Enquanto um empreendedor qualquer gasta em média 45 dias para abrir uma empresa, peregrinar por cartórios, repartições e burocracias atrás de carimbos e outras exigências do formalismo cartorial do país, herança da tradição latina da fábrica de dificuldades formalistas, bastam dois dias úteis e R$ 218,42 em despesas de cartório para um cidadão criar uma igreja.

Nota do blog: Infelizmente tem muita gente fazendo da religião um comércio para angariar dinheiro e usando o nome de Jesus como garoto propaganda.
Postado por Descrição às 14:15 DE 28/12/2010.

(Fonte: http://santacruzdotrairi.blogspot.com/2010/12/abrir-igreja-um-negocio-que-tem-gerado.html, 28/12/2010)

 

Isso ocorre porque nosso país foi colonizado por religiosos, e nossos parlamentos estão sempre compostos por uma maioria de religiosos, que criam leis, até constituições que favorecem as igrejas e os mercadores da fé.  Dizer que "o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males" é coisa de cristão primitivo.  Cristão moderno diz que deus abençoa os religiosos para eles ficarem ricos, e os pobres crentes os enriquecem, ainda com a ajuda do Estado.

 

Ver mais sobre

 

..

.