A LUA VISTA DO BRASIL E DO JAPÃO AO MESMO TEMPO

 

Recentemente, duas terraplanistas, uma no Brasil e outra no Japão, fotografaram a lua simultaneamente, pensando estarem provando que a Terra é plana.  O que elas não perceberam é que estavam provando que a Terra é esférica.  As imagens saíram invertidas, algo que não poderia ocorrer se a Terra fosse plana.

 

 

Do lado esquerdo do globo está o brasileiro, no início da noite, olhando para o leste.  Por isso ele está vendo a lua com a parte mais manchada para baixo.

Do outro lado do globo, está o japonês, no início do dia, olhando para o oeste.  Por isso ele está vendo a lua com a parte mais manchada para cima.

Como a lua está a quatrocentos e oitenta mil quilômetros de distância em média, o ângulo de visão das duas pessoas que estão nos dois lados opostos da terra é muito pequeno, e eles veem o mesmo lado dela, mas de forma invertida, devido estarem em posições invertidas.
Se você ainda não observou isso, olhe a lua cheia ao nascer no começo da noite e ao se por no começo do dia, e você  a verá de forma invertida.  Mas, na realidade, a lua não inverte, quem gira cento e oitenta graus é o observador.  Como a Terra girou 180 graus, a sua posição em relação à lua ficou oposta.  Se você ficasse parado durante as doze horas, a lua, que estava na sua frente ficaria atrás de você você.  Essa é a mais uma prova inequívoca da esfericidade da Terra.

Na posição que colocamos o mapa no livro, o dois observadores estão como na figura abaixo,

como se nós observadores estivéssemos sobre o polo norte:

Somente a pessoa que recebeu a lavagem cerebral religiosa não consegue perceber a esfericidade da terra pela observação da lua invertida para quem está em lado oposto da Terra.  Se a Terra fosse plana e a Lua estivesse no meio do caminho entre o Brasil e o Japão, a face vista pelos japoneses não seria a mesma vista pelos brasileiros.

 

Ver mais SANDICES RELIGIOSAS

 

..

.