MORRE MAIS UMA VÍTIMA DA PRÓPRIA FÉ

 

Pastor que incentivou igreja lotada na quarentena morre de covid-19 nos EUA
Gerald Glenn, pastor que morreu de covid-19 nos Estados Unidos - Divulgação/The New Deliverance Evangelistic Church Gerald Glenn, pastor que morreu de covid-19 nos Estados Unidos Imagem: Divulgação/The New Deliverance Evangelistic Church Do UOL, em São Paulo 13/04/2020 20h05

Um pastor evangélico que disse que continuaria pregando a menos que estivesse "na prisão ou no hospital" morreu de covid-19 nos Estados Unidos. A morte ocorreu apenas algumas semanas após o pastor manter as portas da igreja abertas, indo contra as orientações do governo. O pastor Gerald Glenn mostrou um culto lotado em 22 de março na Igreja Evangélica New Deliverance em Richmond, na Virgínia, chamando os seguidores apesar das medidas de distanciamento social na luta contra o coronavírus.

Glenn disse que acreditava firmemente que Deus era maior que o vírus e que se orgulhava de ser "controverso" por violar os protocolos de segurança. O bispo também afirmou que se encaixava na categoria de "trabalho essencial", porque era um pregador e conversava com Deus.

Glenn morreu ontem, uma semana após testar positivo para covid-19. A esposa dele, Marcietia Gleen, também foi infectada pelo coronavírus.

<https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2020/04/13/pastor-que-incentivou-igreja-lotada-na-quarentena-morre-de-covid-19-nos-eua.htm>

 

Mais uma vítima da própria fé.  Mas isso não é suficiente para os crentes entenderem que não existe a proteção divina.  Eles são facilmente convencidos de que esse pastor não tinha uma fé tão grande ou não era realmente fiel a esse deus.  Só quem raciocina sem condicionamento entende.

 

Ver mais sobre a INUTILIDADE DIVINA

..

.