MORTE AOS ÍMPIOS


"
Parlamentar do Afeganistão propõe executar os convertidos do islamismo ao cristianismo
Por Dan Martins em 12 de setembro de 2013

O parlamentar afegão Nazir Ahmad Hanafi propôs às autoridades do Afeganistão que aos cidadãos do país que se convertem ao cristianismo sejam executados. Muçulmano, Hanafi pede para que seja seguida a Sharia (lei islâmica), como forma de interromper o rápido crescimento do cristianismo entre os afegãos, tanto no país quanto no exterior.

Este pedido foi feito durante uma reunião sobre o relatório publicado pela imprensa afegã que destaca o crescente número de cristãos no Afeganistão. Outro membro do parlamento afegão informou que na Índia, onde há milhares de refugiados afegãos, foi criada uma comunidade cristã chamada “Igreja dos afegãos”, que tem crescido constantemente.

- O povo afegão está se convertendo ao cristianismo na Índia. Isto é uma afronta à lei islâmica, de acordo com o Alcorão, eles devem ser executados – proferiu Hanafi à assembleia.

Na discussão que se seguiu ao longo da reunião, outro membro do Parlamento, Abdul Latif Pedram, afirmou que “as conversões ao cristianismo são o resultado da presença dos EUA no Afeganistão”.

Ao fim da reunião, o presidente do Parlamento, Abdul Rauf Ibrahimi, condenou as atividades de “proselitismo cristão” no Afeganistão, e ordenou que o Comitê Nacional de Segurança que “cuide deste assunto com seriedade”.

Os líderes islâmicos afegãos consideram o crescimento do cristianismo uma ameaça para o país e alertaram o governo sobre a influência dos cristãos.

Nos últimos meses, o “Conselho Islâmico do Afeganistão” relatou com preocupação ao presidente Karzai a crescente presença de trabalhadores estrangeiros cristãos no Afeganistão. De acordo com a Agencia Fides, fontes locais afirmam ainda que alguns membros do parlamento afegão também se converteram secretamente cristianismo, apesar dos riscos que essa atitude representaria a eles.

Por Dan Martins, para o Gospel+

http://noticias.gospelmais.com.br/parlamentar-afeganistao-propoe-executar-convertidos-cristianismo-60475.html

 

Você que é cristão acha isso um absurdo?  Não deveria.  O seu livro sagrado contém ordens de Yavé para matar os membros de outras religiões.  Todos teriam que ser adoradores de Yavé.  E no cristianismo seria diferente?  Não, a primeira igreja cristã que dominou o poder político não só executava os não cristãos, mas da forma mais cruel possível.   E podemos acreditar que os cristãos de hoje não fariam o mesmo se adquirisse poder? Também não. 

 

"- As pessoas ignoram as áreas da Bíblia que dizem que devemos lutar a boa luta de fé, e o Antigo Testamento, por exemplo, onde Deus fez Israel combater as nações com falsos deuses – afirmou Kreider, em entrevista ao Christian Post." *

 

Comentário cristão como esse já leva a deduzir a possibilidade de o Cristianismo voltar a praticar as barbaridades da Idade Média se voltar ter poder.  Já o Islamismo, temos certeza, diante do que já fazem onde tem os governantes.  Islamismo, com seu desejo de morte aos ímpios, é uma das maiores ameaças ao mundo moderno.

 

Vejam também EVANGÉLICOS TENTAM TOMAR O PODER POLÍTICO NO BRASIL

 

Ver mais sobre o ISLAMISMO

 

..

.