NÃO FAÇA AOS OUTROS O QUE NÃO GOSTARIA QUE FIZESSEM A VOCÊ

 

O grande filósofo Confúcio disse: "Não faça aos outros o que não gostaria que fizessem a você".   E os cristãos escreveram como palavras de Jesus: "O que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o vós também a eles".  Mas, na prática, cristãos não querem assim.

 

"Vereadora diz ser vítima de “crentofobia

Ela apresentou um projeto para premiar quem prestar serviços à igreja evangélica e foi criticada
por Carla Stracke

A vereadora Carla Pimentel (PSC), de Curitiba, tem sido alvo de críticas por conta de um projeto criado para premiar na Câmara quem prestar serviços à Igreja Evangélica.

Assim como outras propostas da vereadora, o projeto foi até citado como inconstitucional, mas para ela a crítica não passa de “crentofobia”.

“Já existe o mesmo para os católicos, e não vejo por que não ocupar esse espaço. Queremos democracia”, disse ela em entrevista ao jornal Gazeta do Povo.

Na visão de Pimentel há um erro de interpretação da Constituição que garante o Estado laico. “Existe uma grande distorção, as pessoas pensam que é um estado ateu. Quando falamos no Estado laico, não podemos entrar numa ‘crentofobia’. O Brasil é um país majoritariamente cristão. Muito da minha atuação é vítima deste preconceito.”

Outro projeto de Carla que foi vetado foi a homenagem ao pastor Silas Malafaia. Os vereadores da cidade vetaram o projeto que concederia ao fundador da Associação Vitória em Cristo o título de “Cidadão Honorário de Curitiba”.

Os vereadores entenderam que Malafaia não poderia ser homenageado por conta de suas ideias conservadoras que para eles são homofóbicas.

Carla Pimentel acredita que essa atitude também mostra a “crentofobia” da Câmara. “O que nós pretendemos é representar essa cultura de respeito e de paz, e o pastor Malafaia era um ícone para isso”, disse ela.

http://noticias.gospelprime.com.br/vereadora-vitima-crentofobia/

Diferentemente do que aconselhou Confúcio e teria dito Jesus, esses evangélicos não gostam de fazer aos outros o querem que seja feito a eles, nem estão dispostos não fazer aos outros o que não gostariam que se lhes fizessem.


Evangélicos barram proposta que beneficiaria centro religioso alegando serem contra “macumba
Antonio More/Gazeta do Povo

Os vereadores evangélicos, liderados por Carla Pimentel (PSC), conseguiram tirar da pauta por três sessões o projeto de lei que concede o título de utilidade pública para o Centro Espírita Tribo do Caboclo Pena Branca. A vereadora diz que se trata de um “centro de macumba” e acha que os evangélicos têm de votar contra a proposta (veja mais abaixo).

No primeiro turno, Carla Pimentel tinha votado contra, mas sozinha. Fez pressão nos pares, dizendo que a postura deles não era condizente com o que se espera de representantes dos evangélicos. E conseguiu que nesta quarta o assunto fosse temporariamente engavetado.

Autor da proposição, o vereador Aldemir Manfron (PP) diz que a reação do grupo evangélico foi “absurda”. “É uma instituição como oura qualquer. Eu sou católico, não tem nada a ver isso. Não podemos ter discriminação”, disse.

Manfron diz que Carla é “sua amiga” e que vai sentar para conversar com ela para resolver a situação.

http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/evangelicos-barram-proposta-que-beneficiaria-centro-religioso-alegando-serem-contra-macumba/
 

Nada de fazer aos outros o que quer eles lhes façam, ou deixar de fazer o que não gostaria que os outros lhes fizessem.  Crentes sempre estão agindo assim.  Querem impor a todo mundo sua religião, e, quando recebem o troco, se dizem vítimas de crentofobia.  Esse tipo de gente no poder é mesmo um perigo.



Ver mais sobre os  RELACIONAMENTO RELIGIOSO

 

..

.