A ORIGEM DO PETRÓLEO SEGUNDO ELLEN WHITE

 

Como desapareceram os dinossauros?
Em Gên. 6:11, Moisés, descrevendo o mundo antes do dilúvio, disse: “a terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência”.
 

No livro Educação, pág. 129, afirma E. White:
“Por ocasião do dilúvio fragmentou-se a superfície da Terra, notáveis mudanças ocorreram, e na remodelação da crosta terrestre foram preservadas muitas evidências da vida previamente existente”.
Ou seja, os fósseis, ossos, peles, etc. O dilúvio fez com que a Terra sofresse algumas alterações violentas. O envelhecimento dela foi acelerado, e na compactação de materiais orgânicos, surgiram os carvões, petróleo e fósseis. Isso explica os milhares de anos requeridos pelos falsos cientistas, uma vez que eles não crêem no dilúvio.
 

No Patriarcas e Profetas, pág. 38, E. White acrescenta:
“Nos dias de Noé, homens, animais e árvores, muitas vezes maiores do que os que hoje existem, foram sepultados e assim conservados, como prova, para as gerações posteriores, de que os antediluvianos pereceram por um dilúvio”.
 

Spiritual Gifts (Dons Espirituais), vol. 3, pág. 75; E. White afirma que há “espécies confusas que Deus não criou, que foram resultado de amalgamação, foram destruídas pelo dilúvio.


Ela complementa: “Há uma classe de animais enormes que pereceu com o dilúvio. Deus sabia que a força do homem ia diminuir, e esses animais gigantes não poderiam ser controlados pelo homem fraco”.

http://sabidoronte.blogspot.com.br/p/o-que-aconteceu-com-os-dinossauros.html

 

Uma pergunta, Ellen White não respondeu: por que não restou nenhum fóssil de homem?  E cabe questionar também: por que hoje não nasce nenhum animal resultante de cruzamento de espécies diferentes?

 

Nos dias de Ellen White, é compreensível que pessoas inteligentes acreditassem em suas explicações.  Mas hoje?! 

 

Às duas perguntas que fiz, a ciência tem respostas seguras:  

 

1. Não restou nenhum fóssil de homem gigante, simplesmente por que esse homem gigante não existiu.  A suposição da existência de homem gigante resultou simplesmente da impossibilidade do homem do passado distinguir entre um osso humano e um osso de outro animal, assim imaginando que um osso de algum grande animal fosse um osso humano. Nós evoluímos de animais pequenos, e a humanidade do passado, em vez de gigante, era menor do que a atual.

 

2. Não vemos nenhum animal resultante de cruzamento de espécies distintas, porque isso é biologicamente impossível. Nem os gorilas e chimpanzés, que são as espécies mais próximas dos humanos são capazes de gerar descendentes com humanos.

 

A visão telescópica não deixa dúvida que o universo que conhecemos surgiu há bilhões de anos, e as pirâmides egípcias são bem mais antigas do que a época em que dizem ter ocorrido esse dilúvio universal, e as pirâmides nunca foram inundadas.

 

Só mesmo religiosos muito condicionados são capazes de acreditar em amalgamação de espécies,  que o universo seja tão novo e que o petróleo tenha derivado de uma catástrofe ocorrida entre quatro e cinco mil anos atrás.

 

Ver mais SANDICES RELIGIOSAS

 

..

.