.

 

PASTOR PAGA FIANÇA COM CHEQUE SEM FUNDOS

 

Pastor preso paga fiança com cheque sem fundos
Publicado em 15 de agosto de 2011 por Alenonimo

Por onde eu começo? A Polícia Federal quebrou um esquema de desvio milhonário de dinheiro destinado ao turismo que tá em todos os noticiários da TV: a Operação Voucher. Nela, entre os 38 presos há um pastor evangélico e dono da empresa chamada Connectur — que ninguém conseguiu localizar ainda — chamado Wladimir da Silva Furtado.

Até aí beleza. Ele foi preso e foi estipulada uma fiança de R$ 109.000,00 — equivalente a 200 salários mínimos. Ele, pra ser liberado na madrugada de sábado, dia 13 de agosto de 2011, pagou com um cheque… que depois viram que não podia ser descontado por falta de fundos.  Agora que ele tá livre, leve e solto, ele tem a cara de pau de pedir a redução da fiança, ao invés de fazer isso antes dele tentar pagar com cheque sem fundo.

Wladmir Furtado foi visto recentemente na TV pedindo dinheiro para os fiéis de sua igreja e amigos pessoais. Pedia doações de 100 a 1000 reais na conta da mulher dele pra tentar cobrir o bendito do cheque.

Olha, é direito dele se defender perante à justiça, se possível em liberdade e tudo mais. Mas passar cheque sem fundo? Que imagem ele quer passar? Ele já tá sendo acusado de estelionato, de ter desviado recursos públicos com uma empresa de fachada cujo endereço coincidentemente é o da igreja dele… e agora dando calote no delegado? Tipo, por que diabos ele não aguardou juntar a bufunfa ou o advogado conseguir diminuir a fiança ou até conseguir um habeas corpus antes de tentar pagá-la?

Ah! Se liga de que ele é acusado de pegar essa grana pra Connectur, certo? De acordo com o que ele declarou para a Polícia Federal, ele teria se surpreendido ao ter recebido esse dinheiro, como se tivesse caído do céu. Ao invés de devolver, ele resolveu ficar com a bufunfa e fazer estudos de turismo para o estado do Amapá. Onde estariam esses estudos? Jesus Cristo deve ter levado pra fazer revisão ortográfica lá no Paraíso, porque aqui no planeta Terra eles não estão.

Como se não fosse suficiente, ele tá levando fumo do Ministério Público por ter desviado cerca de dez milhões de reais da merenda escolar da cidade de Ferreira Gomes, Amapá, onde ele já foi prefeito.  Ele foi cassado por causa disso e otras cositas más.

Não é engraçado ver pastores pagando de exemplo de moral fazendo esse tipo de coisa? Levar a grana da merenda das crianças, desviar grana do governo e dar um cheque sem fundo para pagar uma fiança devem ser coisas que Jesus faria, certo?

Fonte: Terra, UOL, Paraíba.com.br, Paulopes (http://ateusdobrasil.com.br/p/35943/)

 

 

Ver mais RELIGIÃO

 

..