.

POR QUE SOMOS TÃO IRRITANTES? -- 24/02/2003 -

.

Como a democracia nos dá liberdade de pensamento e expressão, gosto de aproveitar disso, para evitar que percamos esse direito. Entre os assuntos de que mais falo estão AS DROGAS, das quais acho devemos falar muito para que os que não se entregaram a elas tenha informações antes de experimentá-las, e AS RELIGIÕES, que tanto prejudicam o desenvolvimento científico e são assaz intolerantes. Mas vejo que muitas pessoas ficam irritadas com tais assuntos. Eu não me irrito com os que têm opiniões opostas às minhas, todavia determinados segmentos da sociedade não conseguem tolerar quem discorde deles.

Muitas pessoas que correspondiam comigo em 1999 e 2000 desapareceram no meu mundo internáutico de uma hora para outra, e eu comecei a notar que, vez ou outra, uns demonstravam grande incômodo com os meus textos. Como me disse o colega Carlos Pompe, há muita gente que nos detesta.

Semana passada, resolvi publicar a série OS MANDAMENTOS DE DEUS. Assim que cheguei ao segundo mandamento, já comecei perceber o incômodo de algumas pessoas.

No decorrer de todo esse tempo que escrevo e publico aqui, muitos anônimos têm me xingado. Eu, não; escrevo e ainda mostro a cara.

Mas há exceções: já ocorreu de pessoas me escreverem irritadas e depois da minha resposta ficarem até amigas.

Verificando bem, pode-se ver que o próprio Deus pregado por todas as religiões é intolerante demais. É realmente como o deus do filme "Deus é Brasileiro”: "Eu sou uma pessoa fácil de conviver, só não suporto que discordem de mim".

É por isso que digo que “liberdade religiosa existe onde nenhuma religião tem poder”.

Será que irritamos tanto porque falamos de coisa que não podem ser racionalmente negadas?  Se você quiser dar a sua opinião sobre a razão de as pessoas ficarem tão irritadas com nossos pensamentos, escreva-me clicando AQUI.

Ver mais RELIGIÃO

..