RELIGIÃO E PAZ
2/3/2012

 

2 de março é o Dia Mundial de Oração pela Paz.

Religião pode trazer paz ao mundo? Ou religião torna mais longe a paz?  Vejamos a resposta de um religioso e depois analisemos.


"A religião é a causa de todas as guerras, e acredito que estaríamos mais próximos da paz mundial sem ela. O mundo não seria melhor sem a religião?

RESPOSTA:
Rejeitar o Judaísmo porque você acredita na paz mundial é como recusar-se a entrar num restaurante japonês porque você não gosta de sushi. Simplesmente não faz sentido.
A guerra ocorria naturalmente entre os povos. Existiu muito antes de qualquer religião. A paz não. Paz não é natural à condição humana. Teve de ser ensinada e aprendida. E foi uma idéia religiosa.
A primeira e mais poderosa visão da paz mundial foi apresentada à humanidade pelos profetas do antigo Israel. Eles previram um tempo no qual “uma nação não erguerá a espada contra outra nação, e elas não mais aprenderão a fazer guerra.” Num mundo que via a guerra como um fato inevitável e natural da vida, a religião judaica introduziu um novo conceito radical: que a guerra é indesejável e a paz é o estado ideal, pelo qual vale a pena lutar.
Sem religião encontraríamos outras coisas pelas quais lutar, como vagas no estacionamento e barulho feito pelos vizinhos. Mas sem religião, a paz mundial não teria entrado no vocabulário humano. Esteja você consciente disso ou não, seu sonho da paz mundial é biblicamente inspirado. Ideais não vivem em bolhas. Como as pessoas, eles precisam de pais para nascerem e um lar para sustentá-los. Foi o Judaísmo que deu ao mundo a visão da paz mundial e ainda fornece uma estrutura para implementar aquela visão.
Sim, a religião tem sido usada por alguns como um pretexto para a guerra. Porém isso não invalida toda religião, assim como quando jogadores de futebol brigam isso não invalida o jogo ou um campeonato. Livrar o mundo de toda religião não poria um fim à guerra mais do que abolir o futebol não aboliria as brigas.
Na verdade, a religião ainda fornece o argumento mais forte para a paz entre os povos: que fomos todos criados pelo mesmo D’us.
Sem essa crença, existe realmente algo que nos una a todos?

http://www.chabad.org.br/INTERATIVO/FAQ/religiao.html
 

Vejamos se tem alguma lógica o que disse o judeu:

 

"A guerra ocorria naturalmente entre os povos. Existiu muito antes de qualquer religião."   A guerra realmente faz parte da disputa dos grupos desde tempos mais remotos.  A religião também não é mais recente.  A criação de seres sobrenaturais faz parte dos sonhos e pesadelos dos seres os mais primitivos, e os dados arqueológicos mostram indícios de religião em toda a pré-história humana.

 

"A primeira e mais poderosa visão da paz mundial foi apresentada à humanidade pelos profetas do antigo Israel."?  Aí é que se encontra o maior problema.  A paz de Israel não era diferente da "paz romana".  A promessa de paz dos profetas judeus não seria mais do que os judeus estabelecerem um reino eterno dominando sobre todas as nações.  O mundo inteiro praticaria o judaísmo e quem não obedecesse seria eliminado. Uma nação não ergueria a espada contra outra nação, porque todas estariam sob o domínio dos judeus. Essa "poderosa visão da paz" termina com a seguinte frase: "E com ira e com furor exercerei vingança sobre as nações que não obedeceram.” (Miquéias, 5: 2-15).

Esse reino eterno deveria ser estabelecido com a conquista da Assíria (o reino dominante naquele tempo).  Como não aconteceu, deveria vir com a queda da Babilônia (Isaías, 65: 17-25), o que também não se cumpriu; e a promessa de domínio do mundo se repetiu com o profeta Daniel (Capítulos 8 a 12), o que também nunca se cumpriu.   Ver detalhes em O REINO ETERNO, QUANDO...

 

Analisando bem a história, podemos admitir que o mundo nunca esteve tão próximo da paz quanto atualmente.  Só a promoção dos direitos humanos poderá nos aproximar mais da paz.  Mas sempre haverá uns e outros querendo impor ao mundo uma paz ao seu modo.  Aí é que entra muitas vezes a necessidade da guerra para promover a paz.  Mas qualquer religião que assumir o poder imporá o terror aos que não obedecerem seus preceitos. E basta existirem duas religiões para se perpetuar a guerra.  Toda religião acha que a vontade do seu deus deve ser imposta a todos.

 

Ver mais  RELACIONAMENTO RELIGIOSO

 

..

.