DEUS, RESPOSTA PARA O IRRESPONDÍVEL -- 18/02/2003 -

 

Deus é uma resposta humana para as perguntas irrespondíveis. Deriva do desconhecimento, não do conhecimento. O homem idealizou esse ser criador e dominador de todas as coisas, por desconhecer os fenômenos naturais que estavam a todo tempo à sua frente.

Um dos leitores que responderam à pergunta da Revista Galileu se precisamos de Deus respondeu o seguinte: “Sim, precisamos de Deus e quando não o encontramos ou não podemos encarar a implicancia deste em nossas vidas criamos um que nos satisfaça. Veja por exemplo a teoria da evolução, a teoria do big bang etc. Queremos saber de onde viemos e qual a razão de nossa existencia e para onde vamos. Se pensarmos bem, não é isso que a ciência tem tentado explicar sem muito sucesso? Está aí a falta de deus, uma tentativa humana de explicar nossa existencia.” (sic) Fórum on line da Revista Galileu.

Há, porém, uma diferença entre os mitos divinos e a ciência. O homem primitivo imaginou que somente um ser sobre-humano poderia realizar os fenômenos da natureza. A ciência, por sua vez, procura descobrir a razão de cada fenômeno, sem aceitar sua explicação em algo sem indício razoável de realidade. Teorias científicas são criadas quando fatos e circunstâncias tendem a justificá-las. A teoria da evolução surgiu quando Charles Darwin constatou que as características dos seres mudam de acordo com o ambiente. E ele foi tão feliz em sua teoria, que cada nova descoberta arqueológica só confirma que ele estava certo. Se os fósseis mostram ancestrais humanos diferenciados à medida que se avança mais para o passado, não há como contestar que ocorre a evolução. Hoje, que se podem ver até bactérias e vírus, a certeza de que esses microorganismo evoluem rapidamente confirma que organismos complexos também evoluem, apenas de forma mais demorada na medida da sua complexidade. A teoria do big bang surgiu quando os cientistas observaram que todos os corpos que estão no espaço estão em movimento centrífugo, indicando que um dia estiveram próximos e foram impelidos para fora do ponto central.

O fato de não entendermos um fenômeno não deveria ser razão para criarmos um criador para ele. A ciência é que está no caminho certo, ao procurar a explicação. Mas o homem primitivo imaginava que tudo que se movimentasse seria obra de um ser e criou na própria mente esse ser, em que a maior parte da humanidade crê até hoje, a despeito de tudo que aponta para a sua inexistência. Se uma pedra rolar da montanha, é mais racional dizermos que ainda não sabemos a causa do que afirmarmos que foi uma pessoa que a empurrou sem ter indício de que exista alguém no alto da montanha.

Observando todos os enganos em que incorreram os donos da palavra de Deus, não chegamos a outra conclusão que não seja que Deus foi o resultado da tentativa do homem primitivo de explicar o inexplicável.

 

Ver mais POR QUE SE CRÊ...

 

..

.