A SABEDORIA DE JÓ (Jó, 26)

"1 Então Jó respondeu:
2 Como tens ajudado ao que não tem força e sustentado o braço que não tem vigor!
3 como tens aconselhado ao que não tem sabedoria, e plenamente tens revelado o verdadeiro conhecimento!
4 Para quem proferiste palavras? E de quem é o espírito que saiu de ti?
5 Os mortos tremem debaixo das águas, com os que ali habitam.
6 O Seol está nu perante Deus, e não há coberta para o Abadom.
7 Ele estende o norte sobre o vazio; suspende a terra sobre o nada.
8 Prende as águas em suas densas nuvens, e a nuvem não se rasga debaixo delas.
9 Encobre a face do seu trono, e sobre ele estende a sua nuvem.
10 Marcou um limite circular sobre a superfície das águas, onde a luz e as trevas se confinam.
11 As colunas do céu tremem, e se espantam da sua ameaça.
12 Com o seu poder fez sossegar o mar, e com o seu entendimento abateu a Raabe.
13 Pelo seu sopro ornou o céu; a sua mão traspassou a serpente veloz.
14 Eis que essas coisas são apenas as orlas dos seus caminhos; e quão pequeno é o sussurro que dele, ouvimos! Mas o trovão do seu poder, quem o poderá entender?
"

O homem de deus teria proferido treze frases sobre a grandeza desse ser criador de todas as coisas.

Na sétima frase, versículo 8, ele mostra as nuvens como receptáculo de águas, sustentando as águas que ficam por cima delas.  Hoje sabemos que as nuvens não são isso, mas elas próprias são compostas de água.

Na décima nona frase, versículo 10,  ele explicou como é a terra, não algo esférico com podemos ver via satélite, mas algo plano e redondo.  Outros homens de deus sabiam que a Terra é plana, mas quadrada em vez de redonda, pois tem quatro cantos (Apocalipse, 7: 1 e  20: 8).

Na décima frase, ele explica que o céu é suspenso por colunas, que tremem.

Na última frase, ele fala do sussurro que dele ouvimos, que é o trovão.

E milhões de pessoas ainda têm a coragem de afirmar que isso é "a verdade"!

 

Ver também O UNIVERSO DE YAVÉ

 

Ver MAIS

 

..

.