SEITAS E HERESIAS -- 07/09/2001

 

O que é “seita”? O que significa “heresia”? Não é difícil definir o significado; mas exemplificar algumas seitas e algumas heresias é das coisas mais polêmica que se possam imaginar.  Cada grupo religioso aponta para todos os outros.

Seita – “Teoria de um mestre seguida por numerosos prosélitos”, definiu Aurélio. Este é um dos significados contidos no dicionário, e a Bíblia informa que o Cristianismo foi chamado de “seita dos nazarenos” (Atos, 24: 5).

Heresia – “Doutrina contrária ao que foi definido pela Igreja em matéria de fé... Contra-senso, tolice”.

Com essas definições, na hora de apontar heresias, cada religioso atira para todos os lados. O que está fora dos princípios de seu grupo religiosos é heresia.

Um livro intitulado “Seitas e Heresias”, cujo autor pertence a um dos grupos chamados de “Assembléia de Deus”, falou de todos movimentos religiosos de considerável expressão dentro do Cristianismo, incluindo até o Ateísmo, excluindo apenas a sua própria doutrina.

Se o livro fosse escrito por um padre ou um bispo, com certeza seu extenso índice teria apenas uma única alteração: haveria a troca de “Catolicismo” para “Protestantismo”. Caso fosse escrito por um adventista, o item substituído seria “Adventistas do Sétimo Dia”. Semelhantemente, se o autor fosse do grupo Testemunhas de Jeová, o capítulo “Testemunhas de Jeová” seria substituído por “Protestantismo”, assim como ocorreria caso fosse escrito por um outro dos movimentos religiosos catalogados como seitas heréticas. O conteúdo de cada capítulo deveria ter algumas mudanças, cada um apontando os pontos doutrinários que divergissem de sua própria doutrina como sendo heresias.

Ao final da leitura de tal livro, pode-se chegar à conclusão de que todos os grupos ali apontados, com inclusão do de seu autor, poderiam ser chamados de propagadores de heresias (contra-sensos, tolices). Seitas sãos as religiões dos outros, e heresias sãos as doutrinas dos outros.

 

Ver mais POR QUE SE CRÊ...

 

..

.