SOMOS TODOS IGUAIS MESMO?


"Somos todos iguais", "Deus não faz acepção de pessoas", "Deus ama a todos", "Deus é amor", etc., são frases cristãs sobre um deus que teria destinado a maioria da humanidade a um suplício eterno, e entre essa maioria estão bem definidos os homossexuais.

 

"Somos todos iguais aos olhos do Pai".  Essa é a frase que aparece em um vídeo, que mostra pessoas se abraçando e beijando por trás de um painel, com uma imagem tipo raios x.  Quando essas pessoas saem pelos lados do painel, são casais héteros e homossexuais masculinos e femininos.

 

Como o vídeo é de pessoas religiosas, cristãs, liberais, me veio a pergunta que postei:  Somos todos iguais aos do "Pai" mesmo?

O que dizer dessa ordem desse suposto "pai": Se um homem se deitar com outro homem, como se fosse com mulher, ambos terão praticado abominação; certamente serão mortos; o seu sangue será sobre eles” (Levíticos, 20: 13).

 

A essa hora, talvez muitos cristãos estejam se explicando, dizendo que isso é coisa dos dias mosaicos, daquela lei do Velho Testamento, etc.

 

Mas o que dizer desta afirmação cristã?:  "Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro... os quais, conhecendo bem o decreto de Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam” (Romanos, 1: 26-28 e 32)".

 

Os cristãos primitivos não matavam seus pecadores, mas os destinavam ao suplício eterno, dizendo que eles não terão parte no “reino de Deus”: “Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus” (I Coríntios, 6: 9-10).

 

Aquele mesmo deus que, nos primórdios do mundo, teria condenado toda a humanidade à morte, esta precedida por bastante sofrimento, uma velhice nada interessante, por causa de uma pequena desobediência do primeiro casal humano, teria inventado posteriormente,  depois que os judeus viveram na Babilônia, algo muito mais horripilante: um suplício sem fim em meio a chamas inapagáveis.  Essa tortura eterna, seria, não só para os assassinos e os ladrões, mas também para os mentirosos, os alcoólatras, os traidores conjugais, os homossexuais, etc., até as pessoas ricas!   Mas, o pior, seriam dignos desse castigo imensurável também aqueles pessoas que, por melhores que fossem, não acreditassem na mensagem cristã.

 

Essa de que "somos todos iguais aos olhos do pai" tem exceções! Se a sua sexualidade não é a comum (hétero), você está excluído dessa igualdade aos olhos desse "pai", condenado ao suplício eterno.

(Gênesis, 3: 1-19); (Marcos, 9: 45, 46); (I Coríntios, 6: 9-10); (Mateus, 19: 24); (Marcos, 16:16)

 

SOMOS IGUAIS, EXCETO...



Ver mais sobre os MALEFÍCIOS DA RELIGIÃO

 

..

.