TERCEIRO TEMPLO, A ÚLTIMA DISTORÇÃO

 

Religiosos afirmam que o terceiro templo que os judeus querem construir está previsto na Bíblia. Mas a chamada previsão do terceiro templo é um engano e distorção semelhante às chamadas previsões sobre Jesus.

 

Há muito tempo vejo afirmarem que o terceiro templo que os judeus querem construir está previsto na Bíblia, porém nunca encontrei uma referência.  Hoje, coloquei a palavra "terceiro templo" no Google, encontrei o texto abaixo:

 

"O templo judeu será reconstruÍdo

 

A Bíblia garante que, no final dos tempos, o templo judeu será reconstruído em Jerusalém. A Bíblia relata que dois templos já foram construídos e destruídos. São eles:

  • O primeiro templo foi construído por Salomão e destruído em 586 A.C.

  • O segundo templo foi construído em 535 A.C. por autorização de Artaxerxes  e destruído em 70 D.C. pelos romanos.

Haverá então um terceiro templo judeu. O próprio Senhor Jesus assim disse em Mateus 24:15, referindo-se ao templo como o lugar santo:

  • Jesus disse em Mateus 24:15
    "Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda [a isso];"

  • Daniel 11:31
    "E [na terra santa] braços serão colocados sobre ele, que profanarão o santuário e a fortaleza [espiritual], e tirarão o sacrifício contínuo [ofertas diárias de holocausto], estabelecendo abominação desoladora [provavelmente um altar para um deus pagão]."

  • 2 Tessalonicenses 2:3-4
    "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia [ao menos que o grande e previsto dia da partida daqueles que professaram a fé para tornarem-se cristãos tenha chegado], e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição (condenação), O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus."

  • Apocalipse 11:1-2
    "E foi-me dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar [de incenso], e [o número dos] os que nele adoram. E deixa o átrio que está fora do templo, e não o meças; porque foi dado às nações, e pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses."

O local exato onde o templo judeu deveria estar construído é onde hoje está a mesquita (aquela com a cúpula dourada que aparece em todas as fotos de Jerusalém). Esse local é onde está a pedra angular da construção do templo judeu. Esse é um impasse nos dias de hoje para a reconstrução, mas a Bíblia garante que o templo será reconstruído mesmo assim.

Não é possível prever precisamente se a reconstrução do templo será antes ou depois do Arrebatamento. Alguns estudos sugerem que será depois. O que é possível dizer hoje é que os judeus pretendem mesmo reconstruir o templo.

Existem organizações e movimentos dos judeus ao redor do mundo para que essa finalidade se cumpra. Thomas Ice e Randall Price citam, em seu livro Ready to Rebuild: The Imminent Plan to Rebuild the Last Days Temple (Pronto para reconstruir: O plano iminente para se reconstruir o Templo dos últimos dias), mais detalhes de que a reconstrução do templo pode mesmo ocorrer num futuro próximo.

http://www.tempodofim.com/sinais/sinal8.htm

 

É risível como o autor dessa matéria não percebe a clareza dos textos e distorce seus contextos.  As palavras atribuídas a Jesus, que foram escritas bem depois da destruição do templo, falam, não de um terceiro templo, mas daquele templo que os romanos destruíram.  A expressão "lugar santo" em Mateus, 24:15, é uma referência a "Jerusalém".  Falando sobre o mesmo fato, o autor de Lucas diz: "Quando, pois virdes Jerusalém sitiada de exércitos, sabei que está próxima a sua devastação" (Lucas, 21: 20). 

Todavia, essa referência a "abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel" (Mateus, 24:15) já foi uma distorção. O texto de Daniel não teria sido referência aos romanos, mas a Antíoco IV, o rei sírio da Disnatia de Seleuco que assolou Jerusalém mais de dois séculos antes da destruição da cidade pelos romanos. 

 

É tão claro estar o evangelista falando daquela destruição do ano 70, que achava que os eventos finais estivessem tão próximos, que algumas pessoas daqueles dias ainda estariam vivas por ocasião da volta de Jesus.

Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas se cumpram” (v. 34).

 

Hoje alguns cristãos, para não aceitar a realidade, tentam dizer que a expressão "esta geração" não quer dizer a geração de pessoas dos dias em que isso foi escrito, afirmando até que a palavra original significava outra coisa.   Mas voltando mais uns capítulos, temos uma referência ainda mais inquestionável:

"Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino." (Mateus 16:28).

 

Jerusalém seria destruída, o templo seria destruído, e pessoas que estava ali entre os que teriam ouvido tais palavras ainda estariam vivas após a conclusão de todos os eventos previstos, para presenciar a volta de Jesus.

 

Assim como o evangelista pegou uma referência de Daniel a Antíoco IV e aplicou aos romanos, os cristãos de hoje estão aplicando as referências aos fatos daqueles dias a coisas que pensam que ainda irão acontecer.  Se os judeus conseguirem construir esse terceiro templo, a guerra com os muçulmanos se tornará ainda mais sangrenta do que está.  Se construído, poderá ser destruído mais rápido do que os templos antigos.

 

Ver mais em JESUS ANUNCIA O FIM DO MUNDO

 

Ver mais sobre  PREVISÃO DO FUTURO

 

..

.