TODOS NASCEM MUÇULMANOS?


Todas as pessoas ao nascer são muçulmanas.  Verdade?! Você conhece uma que não se tornou muçulmana por ensinamento de alguém? Já viu alguém que nunca teve contato com muçulmano nem leu lada escrito por eles e imaginou existir um ser imaginário chamado Alah?

 

"Para islâmicos, toda a criatura ao nascer é muçulmana
da Livraria da Folha

Islã significa submissão a Deus. Para os islâmicos, toda a criatura ao nascer é submissa a Deus, portanto muçulmana. "Ao crescer, no entanto, afasta-se dessa condição natural", escreve o xeique Taleb Hussein al-Khazraji em "Islamismo".
Frequentar um determinado lugar ou fazer parte de alguma origem específica não torna alguém muçulmano. Apesar de o Ocidente vincular a religião a grupos específicos, menos de 15% deles são de origem árabe e é a fé que mais cresce no mundo.
O Islamismo não é uma igreja ou filosofia criada pelos homens. Ser muçulmano é abraçar a fé segundo o que Alá (Deus) revelou aos profetas, ou iluminados, sendo Maomé o último desta linha. Ele teria obtido os preceitos que constituem o Alcorão por meio do anjo Gabriel.
"O Alcorão reafirma e sela as escrituras sagradas anteriores", diz. "A lei divina constante nele é a lei que permanecerá vigente até o dia do Juízo, quando toda a humanidade responderá perante Deus".

Segundo Al-Khazraji, o texto do Alcorão é o único que continua fiel tal como era há 1.400 anos. "Os livros sagrados anteriores sofreram profundas alterações, e muito dos seus originais se perderam com o passar dos séculos".
Esses ensinamentos pregam a unidade, a humildade, o perdão, a justiça social e o amor fraterno e a necessidade de observar as provas da bondade de Deus em toda a criação.
Taleb Hussein al-Khazraji é pós-graduado nos ensinamentos do Alcorão, jurisprudência e pensamento islâmico. Trabalha na Mesquita Mohammad Mensageiro de Deus, no Brás (zona leste de São Paulo), desde 1989.
O livro faz parte de uma coleção publicada pela Bella Editora. A cada volume, um praticante e estudioso da religião apresenta em que acreditam e como veem o mundo.
Além de "Islamismo", de Al-Khazraji, foram publicados "Budismo", do jornalista, historiador e advogado Heródoto Barbeiro, e "Espiritismo", de Alexandre Caldini, os três primeiros volumes da série.
*
ISLAMISMO
AUTOR Xeique Taleb Hussein al-Khazraji
EDITORA Belaletra Editora
QUANTO R$ 24,90 (preço promocional*)

http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/2014/12/1556912-para-islamicos-toda-a-criatura-ao-nascer-e-muculmana.shtml
 

Alguém em alguma parte do mundo já viu uma criança que nunca teve contato com muçulmanos dizer que acredita em um deus chamado Alá?  

Alguém já viu um muçulmano que não nasceu em país onde o islamismo foi introduzido, não leu algo escrito por um muçulmano, nem conheceu outra pessoa muçulmana antes de tornar-se muçulmano?

Tal qual o Cristianismo, que também foi imposto a quase todos os povos do mundo, o islamismo foi criado por um árabe chamado Mohamed, foi ensinado aos seus compatriotas e depois começou a ser imposto a outros povos, sendo predominante hoje nos meios mais atrasados do mundo, como vários países africanos, e seus adeptos tentam convencer o resto do mundo, e, nos lugares onde já adquiriram algum poder, tentam impor isso às pessoas ameaçando e matando quem não aceita suas crenças. É por isso que a maioria dos muçulmanos não são de origem árabe. Agora, vem alguém dizer que "toda criatura ao nascer é muçulmana!" 

 

Ver mais sobre ISLAMISMO, UM PERIGO

 

..

.