AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS -- 02/03/2003

 

Quais foram as últimas palavras de Jesus? Os evangelistas discordam também nesse pormenor.

MATEUS:“Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Alguns dos que ali estavam, ouvindo isso, diziam: Ele chama por Elias. E logo correu um deles, tomou uma esponja, ensopou-a em vinagre e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber. Os outros, porém, disseram: Deixa, vejamos se Elias vem salvá-lo. De novo bradou Jesus com grande voz, e entregou o espírito” (Mateus, 27:46-50).

LUCAS:“Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou” (Lucas, 23: 46)

JOÃO: “Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito” (João, 19: 30).

Marcos é coerente com Mateus (Marcos, 15: 34-37).

O relato de Mateus não informa com muita ênfase. “Eli, Eli, lama sabactani” não teriam sido necessariamente suas últimas palavras. “De novo bradou Jesus com grande voz” parece dizer que ele repetiu as palavras anteriores; mas até poderíamos admitir que bradar de novo poderia ser proferindo outras palavras.

Todavia, Lucas e João apresentam especificamente sua palavras, mas não são as mesmas: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” são suas palavras finais segundo Lucas. Para João foram: “está consumado”.

Mais um motivo para não aceitar cada palavra bíblica como a verdade. Se um disse a verdade, o outro não o disse. Se um não disse a verdade, como podemos crer que o outro tenha dito? Se parte da Bíblia não é verdadeira, não se pode afirmar com certeza que outra parte o seja.


Ver mais CONTRADIÇÕES BÍBLICAS
 

Ver mais RELIGIÃO

 

..

.