Horror no paraíso

VÍTIMA CONDENADA

 

Postado:  20 março 2013

 

É difícil de acreditar, mas uma sobrevivente de estupro de 15 anos de idade, nas Maldivas, foi sentenciada a 100 chicotadas em público! Vamos dar um fim a essa loucura e atingir o governo no seu ponto mais sensível: a indústria do turismo.

O padrasto da garota é acusado de matar o bebê que ela trazia em seu ventre. Agora, um tribunal afirmou que ela deve ser açoitada por "fazer sexo fora do casamento" com outro homem que nem mesmo foi identificado! O presidente das Maldivas, Waheed Hassan, já está sentindo a pressão de todos os cantos do mundo, mas podemos forçá-lo a salvar essa garota e mudar essa lei para poupar outras vítimas de um destino cruel. É assim que poderemos acabar com a Guerra contra as Mulheres: nos mobilizando todas as vezes em que algo revoltante assim acontecer.

O turismo é uma grande fonte de renda para a elite das Maldivas, incluindo ministros do governo. Vamos construir uma petição com milhões de assinaturas para o presidente Waheed essa semana, e então ameaçar a reputação das ilhas Maldivas por meio de anúncios publicitários em revistas de viagens e em websites, até que ele dê um passo adiante para salvar essa garota e abolir essa lei revoltante. Assine e compartilhe com todos!

http://www.avaaz.org/po/maldives_global/?bkQNUcb&v=23542

 

O que pode explicar a existência no século XXI de uma lei que pune a vítima em vez de procurar o autor do crime?  O que é capaz de distorcer tanto a noção de justiça na cabeça humana.  Só uma coisa ainda é capaz de fazer isso: a religião.  Somente a crença de que algo primitivo, estúpido e repugnante é proveniente de um ser sobrenatural dono dos destinos de todos pode manter na cabeça humana uma barbaridade dessa.

 

Ver mais sobre as atrocidades de sociedades governadas pro religiões.

 

Ver mais sobre ISLAMISMO

 

..

.