A VIDA NÃO É MOLE PARA NINGUÉM

26/09/2009

"Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?" Vá nessa, e você será um ladrão ou miserável mendigo. 

 

Você seguiria as lições de Jesus? Talvez algum daqueles mendigos que vivem deitados no chão aí pelas ruas tenha decidido seguir.  Os pastores evangélicos até podem seguir.   Mas as pobres ovelhas de seus rebanhos, essas não, não têm pastos verdejantes de graça.

 

"Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?" (Mateus, 6: 26).   

 

O homem primitivo até podia viver como as aves.  Catava frutos das árvores, matava algumas das felizes aves e dos quadrúpedes que conseguisse alcançar.   Tomava algumas coisas dos mais fracos, até um dia ser comido por algum dos seres que podiam também servir para ser seu alimento.

   

Mas hoje, diferentemente das aves, que, enquanto têm forças para voar, conseguem sobreviver dos frutos da natureza até serem devoradas, o homem que hoje não se preocupar e não trabalhar vira um mendigo ou um bandido.

 

"E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;  contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.  Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?" (Mateus, 6: 28 - 30). 

  

Você iria esperar que sua roupa surgisse da natureza?  Os lírios, com suas raízes aprofundadas no solo recebem dele os nutrientes e vivem até dar sementes para perpetuar a espécie. Mas nós, se não dermos um jeito de arranjar dinheiro para comprar nossas roupas, você acha que algum deus do céu irá trazer alguma?  Que seria dos pastores se os pobres crentes não dessem muito do pouco que têm para a igreja?!

 

"Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?  (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.)  Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.   Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas"  (Mateus, 6: 31-33).

 

"...vosso Pai celestial sabe"!!!!! - Parece que quem disse isso nem sabia.  As lindas aves que vemos voando por aí parece até nem mesmo terem problemas, se você fizer uma observação superficial e levar em conta que não vê uma ave velha e fraca, raramente vê uma ave manca ou com uma asa quebrada, tudo parecendo tão perfeito...  tão diferente do nosso meio, onde você vê mendigos, pessoas doentes aos montes, tanto acidente, etc.  e velhinhos definhando até serem vencidos pelas bactérias.  A realidade, todavia, é outra.  Uma ave está visível por aí enquanto está sadia e capaz de competir por alimento e de se livrar dos predadores.   Aos primeiros sinais de fraqueza, elas já estão bem próximo dos ávidos bicos das aves de rapina, do rápido bote da cobra, ou mesmo animais predadores, como o gato, que é capaz de saltar e pegar um passarinho que fizer um voo baixo de um metro ou até mais de altura.    É por isso que quase só vemos aves sadias.  Não há nenhum ser sobrenatural protegendo-as.

 

Pensar que as aves são protegidas por um ser sobrenatural é só mais uma das ingenuidades praticadas pelos religiosos.  A vida não é tão simples para ninguém.  A suposição de que nossos sofrimentos são consequência do pecado não passa de uma visão extremamente limitada.   As aves só vivem sadias, porque, quando enfraquecem, nada as protege como pensam os crentes.   Nós, os chamados pecadores, é que somos muito protegidos e vivemos mesmo quando não estamos aptos a enfrentar a vida. 

 

Ver mais FILOSOFIA

 

..

.