OS EQUÍVOCOS DE JESUS

 

Segundo os cristãos, Jesus era, uma hora filho de Yavé, outra hora o próprio Yavé.  Assim, teria ele que ser onisciente, não poderia enganar-se. Todavia, o que se diz sobre Jesus o mostra assaz equivocado.  Vejam os cinco equívocos que atestam que Jesus é produto do pensamento dos homens de dois mil anos atrás.

 

O mundo de Jesus era plano!   Como poderíamos acreditar nele?

 

 "Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto;
e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles
"
(Mateus, 4: 8).

 

 

Imaginando que emoções e intenções estivessem no coração, desconhecia que essa função é do cérebro

 

"O que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, falsos testemunhos, mortes, adultérios, fornicação, furtos e blasfêmias"

(Mateus 15:18,19).

 

 

Doenças mentais seriam possessão de demônios

 

"No início da noite, trouxeram-lhe muitos endemoninhados; e Ele, com apenas uma palavra, expulsou os espíritos e curou todos os que estavam doentes."

(Mateus, 8:16)

 

 

Pensava que um relâmpago fosse visto simultaneamente no mundo inteiro!

 

"Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem.

(Mateus, 24: 27). 

  

Pensava que as estrelas fossem bolinhas luminosas que pudessem cair.

 

Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento e os poderes dos céus serão abalados.”

(Mateus, 24: 29).

 

Como um deus, ser onisciente poderia cometer os mesmos equívocos humanos.  Todos os enganos contidos nas chamadas palavras divinas, como esses atribuídos a Jesus, são provas incontestes de que a chamada onisciência não existe.  Jesus, como qualquer outro deus, não tinha conhecimento além do conhecimento dos homens daqueles tempos, o que evidencia que ele foi criado por eles.
 

Ver mais ENGANOS DIVINOS

 

..

.