A PRIMEIRA VEZ -- 02/03/2003

 

O céu estava claro,
A lua quase dourada, 
Ali no campo eu e ela, 
E não se via mais nada. 
A pele dela suave, 
As ancas expostas, 
E eu tocando de leve 
O macio de suas costas. 
Não sabendo começar, 
Olhei o corpo esguio
E decidi pôr as mãos
No seu peito macio. 
Eu um tanto sem jeito,
Meu coração forte batia, 
E ela, bem lentamente, 
As firmes pernas abria. 
Vitória! Eu consegui! 
Tudo então melhorou. 
Eu nem fiz muito esforço, 
O líquido branco jorrou.
Finalmente tudo acabou, 
Eu quase saio de maca.
 Foi assim a primeira vez 
 Que tirei leite da vaca.
 

Ver mais POESIA

 

..

.