PASTOR ROUBA E AINDA DOA PARTE DO ROUBO PARA IGREJA

 

Muitos crentes acreditam que seu deus perdoe traição conjugal, não obstante o mandamento "não adulterarás".  Agora descobrimos que "não furtarás" também pode ser perdoado, desde que parte do produto do crime seja doada para a igreja.

 

Em Minas, pastor evangélico e segurança são presos por roubarem R$ 325 mil do Cruzeiro
Publicado por Tiago Chagas em 15 de novembro de 2014

Um pastor e um segurança foram presos em Belo Horizonte sob suspeita de terem assaltado uma empresa que fazia o transporte de R$ 300 mil do Cruzeiro Esporte Clube. O assalto aconteceu no dia 04 de outubro, quando o clube mineiro disputou uma partida contra o Internacional no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.

De acordo com informações da Polícia Civil, os R$ 300 mil eram da venda de ingressos para a partida, e o assalto foi planejado pelo segurança, que era supervisor de pessoal da empresa que prestava serviços ao Cruzeiro.

Deivison Ribeiro da Silva e um colega de serviço saíram com os malotes do estádio, contendo R$ 325.865 mil, em um carro blindado, em direção à sede da empresa de segurança, onde os malotes seriam guardados e posteriormente entregues ao gerente administrativo do Cruzeiro. Porém, ao chegarem na empresa, foram abordados por um assaltante, que os mandou deitar no chão. O colega de Deivison foi ameaçado e tratado com truculência durante o assalto, de acordo com informações do jornal Estado de Minas.

Obedecendo as ordens do assaltante, Deivison abriu a porta traseira do veículo para que o assaltante entrasse, e fugisse do local. O outro segurança ficou amarrado na garagem, e assim que conseguiu se libertar, foi buscar ajuda e informar sobre o roubo. À época do crime, Deivison disse à Polícia que havia sido deixado na cidade de Contagem, e que após o assaltante ir embora, denunciou o crime ao 190.

No entanto, durante as investigações a PolÍcia Civil usou as imagens das câmeras da empresa de segurança e conseguiu identificar o assaltante e levantar indícios da participação de Deivison no crime. O que chamou a atenção dos investigadores foi o fato de que o criminoso, identificado como Alessandro Afonso da Silva, estava portando uma Bíblia no momento da abordagem. Após a identificação, os policiais descobriram que Alessandro é pastor e amigo de infância de Deivison, além de terem trabalhado em outras empresas de segurança.
Compartilhar

A delegada Talita Martins, responsável pelo caso, afirmou que parte do valor roubado foi recuperado. R$ 150 mil em dinheiro foi localizado, além de dois veículos adquiridos por eles, no valor de R$ 70 mil. A Polícia apurou ainda que o pastor Alessandro usou R$ 100 mil dos valores roubados para pagar dívidas de cartões, banco e outras contas.

Em seu depoimento, o pastor afirmou que doou R$ 10 mil para a igreja, porém o responsável pela denominação disse à Polícia que apenas R$ 2 mil chegaram ao caixa. Já Deivison disse que ficou com medo de chamar atenção e não gastou sua parte. Ambos foram indiciados por roubo e levados para o Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) da Gameleira.

http://noticias.gospelmais.com.br/pastor-seguranca-presos-roubarem-325-mil-cruzeiro-72655.html

 

Em matéria recente, fomos informados de que grande parte dos religiosos traem os cônjuges e acham que Deus perdoa. Já não se preocupam com o mandamento "Não adulterarás".  Agora, imagino que o pastor creia que "Não furtarás" também é coisa do Velho Testamento, e que, se der parte do produto do roubo para a igreja, Deus perdoa também. Ele certamente não acredita naquela lorota de "Ananias e Safira", o casal que foi morto pela divindade cristã por ter mentido aos apóstolos ao fazer uma doação (Atos, 5).

 

Ver mais PECADOS PRATICADOS

 

..

.